Luís Rosa

Redator Principal

Iniciei a minha carreira em 1999 num semanário chamado Euronotícias. Passei depois pelo Independente, Expresso, Sol e Jornal i. Foi no Indy, onde estive entre 2000 a 2005, que comecei a apostar no jornalismo de investigação, sendo o melhor exemplo dessa aposta o caso das contas da Suíça de Isaltino Morais que levaram à sua demissão de ministro do governo de Durão Barroso em Abril de 2003. Prossegui esse caminho no Expresso entre 2005 e 2006, juntamente com o acompanhamento da área da Justiça. Saí para a redação fundadora do semanário Sol onde estive até 2013 integrado no departamento de investigação daquele jornal. Foram seis anos marcantes com muitos e importantes trabalhos como as investigações sobre os casos "Face Oculta", "Bragaparques", "CTT", entre outros. Entre março de 2012 e maio de 2015 estive na direção do jornal i. Entrei como diretor-adjunto e assumi as funções de diretor em setembro de 2014. Estou no Observador desde setembro de 2015.

Artigos publicados

A página está a demorar muito tempo.