Um hotel de três estrelas que encerrou em Portalegre em 2012 foi transformado em residência universitária com 83 quartos, numa parceria entre um investidor privado e o instituto politécnico daquela cidade, foi esta terça-feira anunciado.

O “Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede” tinha sido inaugurado em 2009 pelo então secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, após um investimento de oito milhões de euros, com comparticipação do Estado de dois milhões de euros.

Trata-se de um investimento privado, tendo sido celebrado um protocolo com o Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), servindo este espaço como suplemento à nossa residência de estudantes”, disse à Lusa o presidente do IPP, Albano Silva.

De acordo com o responsável, este ano os alunos bolseiros se não tiverem lugar na residência de estudantes do IPP, que nesta altura se encontra “cheia”, têm um suplemento de alojamento que pode atingir um valor de 219 euros.

“Este valor (até 219 euros) permite acomodar os alunos nessa residência sem pagarem quase nada. O espaço tem umas condições muito boas”, acrescentou.

“Foi uma resposta (antigo hotel com uma área superior a três mil metros quadrados) que nós encontrámos com os privados para resolver os problemas do alojamento em Portalegre, com uma qualidade que não há no país”, acrescentou.

O presidente do IPP explicou ainda que devido à pandemia de Covid-19 foram obrigados a reduzir o número de camas na residência mista da instituição.

Nós temos nesse espaço 190 camas neste momento, tivemos de reduzir em um terço a lotação”, indicou.

Na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior foram colocados 352 estudantes no IPP, sendo que 72% dos alunos são oriundos de outros distritos do país.