A versão eletrónica bilingue do livro que reúne ilustrações e pormenores sobre alguns dos mais de 200 estabelecimentos integrados na plataforma “Comércio Com História” já está disponível, segundo o Ministério da Economia e Transição Digital.

A plataforma “Comércio com História” é uma medida do programa Simplex+ que pretende criar uma identificação distintiva para lojas e entidades, em articulação com autarquias, para que sejam reconhecidas e valorizadas.

Em comunicado, o Ministério da Economia e Transição Digital adianta que a versão eletrónica do livro já está disponível, contendo pormenores da história de várias lojas que integram o inventário nacional disponibilizado nesta plataforma digital, lançada publicamente em maio de 2019.

Na publicação, os estabelecimentos são retratados em desenhos dos Urban Sketchers, num projeto que teve a duração de cerca de três meses.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Estiveram envolvidos 21 ilustradores, a equipa da Zest Books e a Direção-Geral das Atividades Económicas”, refere o ministério, destacando que os textos tiveram por base as informações disponibilizadas pelas câmaras dos municípios onde as lojas se localizam.

A iniciativa “Comércio com História” integra atualmente 212 lojas emblemáticas de oito municípios portugueses, sendo que se encontram aproximadamente 50 estabelecimentos em processo de adesão.

De acordo com o secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, citado na nota enviada à Lusa, o “património histórico, arquitetónico e cultural das lojas que integram a plataforma ‘Comércio com História’ vai chegar a mais públicos através da disponibilização da versão eletrónica desta publicação”.

“As ferramentas digitais possibilitam difundir, de forma abrangente, a importante marca que estes estabelecimentos e instituições têm deixado nos respetivos territórios. Num momento que convoca especialmente a reflexão quanto aos caminhos presentes e futuros a seguir no setor do comércio, estas âncoras são testemunhos da resiliência e do dinamismo dos empresários e trabalhadores do nosso país”, disse João Torres.

Na plataforma, que está disponível em comerciocomhistoria.gov.pt, podem ser encontradas variadas informações, como, por exemplo, o horário de abertura dos estabelecimentos, o registo fotográfico de cada uma das lojas ou a sua localização.

O projeto, que está disponível no ‘site’ do Turismo de Portugal, agrega lojas reconhecidas ao abrigo da lei que estabelece o regime de reconhecimento e proteção de estabelecimentos e entidades de interesse histórico e cultural ou social local.

A plataforma mostra a nível nacional informação que estava dispersa, espalhada pelas câmaras municipais que já tinham iniciativas de proteção dos seus comércios mais emblemáticos.

Os municípios de Lisboa e do Porto já tinham apresentado programas próprios distinguindo este tipo de comércio – o “Lojas com História”, na capital, e o “Porto de Tradição”.

Com esta plataforma, o Governo visou alargar a distinção ao resto do país.