A ideia romântica de sair de casa para percorrer um caminho verde, longe dos barulhos da cidade, não encaixa na realidade de muitos amantes de desporto ao ar livre — nem tem de encaixar. Nas cidades, há uma série de trails por descobrir que não ficam atrás daqueles que encontramos fora delas. E quanto à confusão ou ao barulho da cidade: podemos sempre fugir deles para “dentro” (não é esse, afinal, o propósito?).

A corrida todo o terreno, também conhecida como trail, é um desporto que consiste em correr por trilhos de caminhos secundários, com subidas e descidas exigentes, sempre fora dos circuitos tradicionais de corrida. Quando se fala em trail, a tendência é imaginar um cenário montanhoso e pacífico, mas a verdade é que nas cidades há opções igualmente desafiantes e prazerosas, para fazer a correr ou a andar em passo acelerado, de forma competitiva ou simplesmente por passatempo. Pelo meio, deixam-se os pensamentos em suspenso, dá-se vida ao corpo e descobrem-se lugares bonitos e pouco conhecidos.

Deixamos-lhe alguns trilhos urbanos, por algumas cidades de norte a sul do país. Vai experimentar?

Almada

Distância: 9,16 Km
Começando no Parque da Paz, desce-se até ao rio, paralelamente aos acessos da Ponte 25 de Abril, a dois passos do Cristo Rei; passa-se o Jardim do Rio e segue-se até ao Cais do Ginjal; já em Cacilhas, o caminho de regresso ao ponto de partida é feito pela enorme Avenida da Aliança Povo MFA.

Este percurso pode também ser feito no sentido contrário ao indicado. As duas subidas de nível prometem acordar até as pernas mais sonolentas.

Bragança

Distância: 6,55 km

Revisitar a cidade através da corrida é o que se pretende. O ponto de partida é o parque Pólis junto do ribeiro, seguindo-se em direção à Capela de Nossa Senhora e depois, pelo Bairro dos Batocos, até à “Estrada do Turismo”, de onde se veem o castelo, a cidadela e a parte mais antiga de Bragança. Passa-se à porta da Capela de Santa Rita e continua-se em volta larga, pelo castelo e a fonte do Canhão, até ao parque Pólis. Um percurso com um desnível de 207 metros.

Coimbra

Distância: 23, 32 km

Entre as margens do Rio Mondego, há um percurso por desbravar. Com início a sudeste da cidade, na Portela do Mondego, sobe-se a Avenida Fernando Namora, depois a Elísio de Moura, seguindo-se a Vicente Pindela. Em Chão do Bispo, penetra-se a mancha verde em trilhos cheios de subidas e descidas até à praia fluvial de Palheiros e Zorro. Atravessa-se o rio em direção à Rua da Liberdade e, numa volta bem larga, regressa-se paralelamente à Estrada da Beira até ao ponto de partida.

Os mais de 23 quilómetros contam ainda com um desnível de mais 1150 metros, pelo que é fundamental levar mantimentos para esta aventura.

São João da Madeira

Distância: 21 km

O trail tem início no Parque Urbano do Rio Ul, passando depois por Pedra Má, Milheirós de Poiares e a sua praia fluvial, Vilarinho. Já junto a São Mamede, retorna-se ao ponto de partida, cruzando novamente a A32 e regressando a São João da Madeira. Um percurso com um desnível de mais de 700 metros de altitude para descobrir.

Sagres

Distância: 16,88 km

A maioria do percurso é feito junto ao mar, com paisagens paradisíacas. O trilho começa no centro de Sagres, na Rua da Taipa, desce em direção à praia do Tonel e depois à do Beliche. Segue-se o farol do Cabo de São Vicente e o regresso ao ponto de partida é feito por dentro, pelo verde, cruzando a nacional 268. Conte com um caminho com um desnível de 255 metros.

Equipar-se a rigor

Os atletas de primeira viagem devem ter em conta uma regra de ouro: garantir a segurança. Para ganhar quilómetros e não mazelas, é preciso levar: bastante água, de preferência em cantis próprios que mantenham a temperatura baixa; comida nutritiva e prática, como é o caso das barras proteicas; um telemóvel com a bateria carregada, para tirar fotografias aqui e ali, mas principalmente para chamar ajuda em caso de emergência; vestuário leve e fresco, sem costuras ou etiquetas interiores que possam apertar ou irritar a pele (incluindo meias); e, muito importante, calçado próprio para o efeito, que garanta boa tração, aderência, amortecimento, apoio e estabilidade.

A primeira sapatilha de trail da New Balance, a Trail 355, foi lançada em 1977. Nas últimas quatro décadas, a marca tornou-se especialista em calçado para atividades desportivas ao ar livre, e, em 2020, volta a apresentar uma coleção pensada para atividades outdoor que combina tecnologia de ponta com um design inovador.

A All Terrain da New Balance foi desenhada a pensar nos atletas de cidade — aqueles que procuram opções versáteis, confortáveis e bonitas, que tanto lhes permitam ir para o escritório como ir correr ao final do dia. Além de t-shirts, pullovers de malhas, calças, casacos e acessórios, destacam-se ainda as sapatilhas desta coleção, que contam com um sistema de amortecimento na entressola que garante uma performance com maior conforto e maior segurança.

Descubra a coleção na galeria de imagens abaixo:

6 fotos