O incumprimento das indicações que apelavam ao distanciamento social por parte dos espectadores levou a organização do Grande Prémio de Fórmula 1 de Portugal a reforçar o policiamento este domingo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, onde a prova decorre. Quem não cumprir as regras, será expulso”, assegurou o administrador do AIA, Paulo Pinheiro, ao Jornal de Notícias.

Imagens captadas durante as provas deste sábado mostram espectadores sentados nas bancadas sem cumprir o distanciamento. Paulo Pinheiro confirmou que isso aconteceu nas bancadas “Portimão” e “Portimão 2”, mas que tudo correu dentro da normalidade nas restante. “O autódromo tem 11 bancadas e em nove correu tudo bem e nas outras duas mal”, afirmou ao Jornal de Notícias, apelando a que os visitantes cumpram as regras, não saltem linhas e não saiam dos lugares assinalados.

Fórmula 1 esqueceu-se da Covid-19?

“Quem não cumprir o que está assinalado nas bancadas e sair do seu lugar vai imediatamente para a rua”, assegurou.

O Grande Prémio de Fórmula 1 arrancou na sexta-feira em Portimão e termina este domingo. A prova não se realizava em Portugal há 24 anos — a última vez que a Fórmula 1 passou por Portugal foi em 1996, no Estoril. Para que pudesse decorrer no contexto da pandemia do novo coronavírus, a lotação do AIA foi reduzida para 27.500 lugares, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde.

“Como consequência dessas novas medidas, as autoridades sanitárias e administrativas determinaram também novas limitações e proibições relativamente à presença de público no Grande Prémio de Portugal, nomeadamente uma diminuição adicional do número total de espetadores permitidos, e também a proibição total de espetadores na zona de peão”, informou na terça-feira a administração do AIA em comunicado.