Ainda que a pandemia tenha dominado as atenções globais de há uns meses para cá, não há como evitar o Natal e prova disso é a chegada do anúncio da Lotaria de Natal espanhola. O anúncio com cerca de um minuto e meio — e que desde quinta-feira já foi visto mais de 40 mil vezes — volta a apelar ao sentimento como em anos anteriores. Há, no entanto, uma atualização a fazer: em 2020 as máscaras e as distâncias fazem parte da época, ainda que não minem o espírito natalício.

O anúncio mais recente das Loterías y Apuestas del Estado, que custou 860.000 mil euros e foi filmado em Barcelona e arredores, é uma viagem no tempo até aos dias de hoje. Na primeira cena, um pai e um filho despedem-se numa estação de comboio algures no princípio do século passado — embora distantes, permanecem unidos por um bilhete da lotaria. A mensagem é mesma quando o destaque é dado a um jovem casal a passear na rua, a uma mãe com a sua filha, a colegas de trabalho e a duas vizinhas marcadas pela pandemia.

E aí a referência é óbvia: a vizinha mais jovem chega de máscara a casa e encontra uma carta escrita à mão pela vizinha mais velha (que, por sinal, mora em sua frente) juntamente com um bilhete. “Este ano houve momentos em que senti medo. Mas, graças a ti, não me senti sozinha”, lê-se na mensagem. O momento traz à tona da água a questão da vizinhança em tempos de pandemia e como a entreajuda pode mitigar a solidão até nos momentos mais adversos. O lema deste ano é “Partilhe como sempre. Partilhe como nunca.”

Esta lotaria acontece a 22 de dezembro é conhecido por ser a maior do mundo, distribuindo prémios com um valor total acima dos dois mil milhões de euros e protagonizando um dos momentos televisivos mais populares em Espanha.