A PJ deteve um homem suspeito de dois crimes de violação, um na forma tentada, em que as vítimas foram duas mulheres que se dedicam à prostituição na cidade de Coimbra, foi esta sexta-feira anunciado.

O homem foi detido na terça-feira e presente a tribunal na quinta-feira, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, afirmou à agência Lusa fonte da Diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ).

Os factos ocorreram no dia 12 de novembro, na Avenida Fernão de Magalhães, tendo os crimes ocorrido com um intervalo de uma hora entre eles, acrescentou.

Segundo a mesma fonte, o suspeito abordou uma prostituta, foram para uma zona mais recatada e, na altura em que esta lhe pediu o dinheiro, o indivíduo “partiu para a agressão”.

“Como resistiu, ele agrediu-a brutalmente, quando ela fugia, agarrou-a, tentou violá-la e despi-la. A vítima acabou por conseguir fugir para a rua principal, a pedir socorro”, referiu, salientando que a PSP foi ao local, bem como uma ambulância que levou a mulher para o hospital.

O homem desapareceu do local e, perto da mesma zona, abordou pouco mais tarde outra prostituta, saindo da via principal para uma rua com uma casa devoluta, onde partiu para a agressão assim que a vítima pediu o dinheiro.

Neste caso, apesar de a vítima ter oferecido resistência, o suspeito “conseguiu consumar a violação”, afirmou fonte da PJ de Coimbra.

O homem tem antecedentes criminais, nomeadamente violência doméstica e ofensas à integridade física, tendo tido várias condenações com penas suspensas, referiu.

As duas vítimas têm 45 e 56 anos de idade.