Joe Biden soma duas novas vitórias na corrida à Casa Branca, depois de esta segunda-feira os Estados do Arizona e do Wisconsin terem certificado os votos da eleição de 3 novembro. Biden conta assim com mais 21 votos no Colégio Eleitoral.

No Arizona, o presidente eleito venceu com mais 0,3% dos votos do que Donald Trump. No entanto, foi a primeira vez, em 24 anos, que um democrata ganhou naquele estado. A última vez acontecera em 1996, quando Bill Clinton foi eleito para um segundo mandato.

Donald Trump recorreu à rede social Twitter para criticar novamente os resultados das eleições: “Tanta corrupção. Tão triste para o nosso país!”, escreveu.

A vitória no Wisconsin foi oficializada através de um comunicado do governador daquele estado. “Hoje cumpri o meu dever de certificar a eleição de 3 de novembro e, conforme exigido pela lei estatal e federal, assinei o Certificado de Verificação para a lista de eleitores para o presidente eleito Joe Biden e a vice-presidente eleita Kamala Harris”, lê-se no comunidado, citado pela CNN.

Trump gasta 3 milhões em recontagem que, no final, acabou por dar ainda mais votos a Biden

Na semana passada, também os Estados da Pensilvânia, Nevada e Michigan deram a vitória a Joe Biden, numa altura em que a Administração dos Serviços Gerais, entidade responsável pelo processo de transição federal nos Estados Unidos da América, informara Joe Biden que a administração de Donald Trump estava preparada para começar o processo formal de transição.

Equipa de comunicação de Biden sem homens. Economia chefiada por Janet Yellen

Ainda esta segunda-feira Joe Biden anunciou que a sua equipa de comunicação será composta por sete mulheres e que Janet Yellen será a primeira mulher a ocupar o cargo de Secretária de Estado.