Rúben Amorim foi suspenso por 15 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após a expulsão nos descontos do encontro do Sporting em Famalicão que terminou com um empate a dois.

O VAR cortou o Pé de Feijão do João (a crónica do Famalicão-Sporting)

De acordo com o relatório do árbitro Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora, o treinador verde e branco utilizou as expressões “Vão para o car****, roubalheira do car****, isto é uma vergonha! Estão a roubar-nos dois pontos” no seguimento do golo anulado a Coates após indicação do VAR, em cima do minuto 90.

Desta forma, o técnico principal dos leões vai falhar os próximos três compromissos da equipa noutras tantas competições distintas: P. Ferreira, a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal; Mafra, para os quartos da Taça da Liga; e Farense, relativo à décima jornada do Campeonato. Todos os jogos são em Alvalade.

“O golo é limpo, tinham de ir ao VAR porque era preciso anular. Eram quatro pontos, começaram a tremer…”, acusa Varandas

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além de Rúben Amorim, que terá ainda de pagar uma multa de 5.100 euros, também Pedro Gonçalves, o melhor marcador do Campeonato, vai ficar de fora um jogo depois da expulsão por acumulação de amarelos (também ela muito contestada pelos responsáveis verde e brancos). De referir também que foi aberto um processo de inquérito para apurar o que se passou no final do encontro na zona dos balneários de ambas as equipas.

“Antes ouviu-se pior de outro sítio. Mas faço mea culpa”. Amorim assume erro mas critica “dualidade de critérios”

De recordar que o treinador do Sporting já tinha sido expulso no clássico frente ao FC Porto, em Alvalade, também por Luís Godinho, tendo na altura cumprido um castigo de seis dias de suspensão. A ordem de saída do banco foi dada pelo árbitro de Évora na sequência de uma grande penalidade de Zaidu sobre Pedro Gonçalves já perto do intervalo que foi assinalada pelo juiz principal e posteriormente revertida pela análise do VAR.

Rúben Amorim suspenso seis dias por expulsão frente ao FC Porto