Pela sua saúde, esperamos que tenha encontrado este roteiro. Depois de um ano tão intenso, incerto, inesperado (acrescentar qualquer outra palavra com i: inquietante?), devemos colocar-nos em primeiro lugar e recorrer ao melhor que o Centro de Portugal tem para oferecer. Apanhe boleia e conheça 10 estâncias termais imperdíveis para descomprimir. Há de tudo, verá:

Primeira paragem: região de Coimbra

As renovadas Termas de Luso são paragem obrigatória neste roteiro: o complexo termal está aberto todo o ano e dispõe de sete salas de tratamento que proporcionam aos visitantes uma experiência completa com um conceito inovador que explora os sentidos, as sensações, a intimidade com as propriedades curativas da água e o ambiente harmonioso onde cada visitante recebe os tratamentos. As instalações estão envolvidas pela belíssima paisagem da Serra do Bussaco e oferecem um serviço de Medical Center, Termalismo Clássico e Spa Termal, com vários tratamentos exclusivos. Em Soure, numa zona termal com mais de um século de história, encontramos as Termas do Bicanho, que colocam à sua disposição um leque variado de tratamentos termais modernos, ideais para libertar-se das suas preocupações e focar-se totalmente no seu bem-estar.

Próxima paragem: região Ria de Aveiro

Chegamos a esta região e a primeira paragem deve ser feita nas Termas da Curia. Além do balneário termal, o Parque das Termas da Curia, com 14 hectares, dispõe do Hotel das Termas, de um lago artificial e de uma Buvette estilo Art Déco onde pode ingerir água termal. As águas medicinais desta estância são particularmente benéficas no tratamento de várias patologias, contudo existem várias alternativas para quem queira apenas descomprimir e repousar. Ali mesmo ao lado, está a zona da Bairrada, onde poderá aventurar-se gastronomicamente. Um complemento perfeito, certo? Inseridas na Serra do Caramulo, a 250 metros de altitude, as Termas de Vale da Mó, no concelho de Anadia, são paragem obrigatória para quem não prescinde do contacto com a natureza aliado à qualidade termal. Longe da agitação típica das cidades, a sua localização privilegiada convida-nos a relaxar em profunda comunhão com a paisagem muito verde que rodeia a estância termal. Quando não estiver a usufruir dos tratamentos, aproveite para conhecer as imediações. Verá que vale a pena.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

3 fotos

Próxima paragem: região Viseu Dão-Lafões

Os casos de sucesso das Termas de São Pedro do Sul, as maiores do país, não deixam margem para dúvidas: com mais de dois mil anos de história, são vários os utentes que todos os anos regressam a estas águas medicinais, por recomendação de conhecidos médicos. Bastante conhecidas a nível europeu, e famosas pela sua qualidade e eficácia, são especialmente procuradas para quem pretende diminuir o consumo de medicamentos e produtos químicos, no alívio de dores associadas a problemas reumatológicos. As propriedades curativas destas águas são um segredo que atravessa o tempo. Agora também é seu.

2 fotos

Se falarmos em águas minerais hipertermais a 49º Celsius, mineralizadas, alcalinas, diz-lhe algo? Poupamos-lhe os restantes detalhes e vamos diretos ao assunto: é na freguesia de Lajeosa do Dão, junto ao rio Dão, que as Termas de Sangemil, renovadas em 1999, continuam a receber visitantes portugueses e estrangeiros. Particularmente conhecidas pelas características das suas águas medicinais, são uma alternativa mais pequena às grandes estâncias termais. Se desde o século XVIII recebe curistas, quem somos nós para discordar dos seus benefícios? E já que está pela região de Viseu Dão-Lafões sugerimos uma paragem nas Termas de Alcafache, em Viseu, especialmente conhecidas no tratamento do alívio da dor e afeções crónicas. E porque o mote é sugerir-lhe o que faz bem, valerá a pena fazer um pequeno desvio até às Termas do Carvalhal, em Castro Daire. O que também vem a calhar é conhecer as Caldas da Felgueira, com o belíssimo Rio Mondego ali a poucos minutos. Viseu Dão-Lafões é sinónimo de descanso e de saúde.

Próxima paragem: região da Serra da Estrela

As águas medicinais das Termas do Cró, junto ao Sabugal, começaram a ser utilizadas na era romana, contudo os primeiros registos conhecidos foram escritos pelo médico do Rei D.João V, no século XVIII, que na época já enfatizava o que hoje sabemos com certeza: os efeitos curativos destas águas não são um embuste, os benefícios são reais. Não se preocupe que não estamos a sugerir que passe uma temporada em antigas ruínas romanas, atualmente terá à sua espera um enorme complexo, com um sofisticado e novíssimo balneário termal (é belíssima a principal estrutura de madeira) equipado com tecnologia de ponta. Os serviços oferecidos pelas Termas do Cró aliam saúde, prevenção e bem-estar: perceberá rapidamente que este complexo incorpora a simbiose perfeita entre tratamento, natureza luxuriante e um design bonito e requintado. A vertente terapêutica deste centro é fortíssima e as técnicas termais são muito utilizadas em patologias do sistema respiratório, relacionadas com a pele e com problemas reumáticos e músculo-esqueléticos.

Ainda pela Serra da Estrela, valerá a pena fazer uma paragem no Aquadome – Termas Unhais da Serra: ficará maravilhado com o primeiro mountain SPA do país e um dos maiores da Europa. Localizado a 750 metros de altitude, na vila de Unhais da Serra, a cerca de 20 quilómetros da cidade da Covilhã, está integrado na paisagem do conhecido Parque Natural da Serra da Estrela. Os seus serviços aliam um conceito 100% dedicado ao wellness, com um foco especial na área da saúde, prevenção e bem-estar. Quer relaxar? Quer divertir-se? Quer cuidar-se? Seja por questões de saúde ou relaxamento, esta estância termal dá resposta às necessidades de todos os visitantes. À sua espera terá luxuosos equipamentos e terapêuticas. Cabe-lhe a si deixar as preocupações no parque de estacionamento. Ora, ainda na região da Serra da Estrela, poderá encontrar mais quatro estâncias termais que não vão desiludi-lo: falamos das Termas de Almeida – Fonte Santa, na Guarda, das Termas de Longroiva, em Meda, das Termas de São Miguel, em Fornos de Algodres, que inclui o Palace Hotel & Spa e das Termas de Manteigas.

Próxima paragem: região da Beira Baixa

A viagem prossegue no Centro de Portugal: queremos levá-lo até à Fonte Santa, uma das mais antigas fontes termais do país que serve as Termas de Monfortinho, em Idanha-a-Nova, um paraíso natural a dois passos da terra dos nuestros hermanos. Os antigos sabem sempre mais, não é? Escondida entre o sopé da serra de Penha Grande e o rio Erges, estas termas são utilizadas desde a época da civilização romana. Trata-se de um complexo termal que alia a qualidade e pureza da água da Fonte Santa, ao requinte e conforto que oferece. Os tratamentos são diversificados e para todas as necessidades: além de terapêuticas exclusivamente dedicadas à saúde, especialmente no tratamento de doenças de pele, estas termas complementam a sua oferta com experiências destinadas ao bem-estar e repouso como “Cacau Relax”, “Circuito Geotermal” e “Circuito termal Dermo-Estético”. Vamos repetir-nos mas esta última informação é essencial: este ano, um projeto de investigação confirmou o potencial da água termal de Monfortinho no tratamento de patologias dermatológicas. Não somos só nós a dizê-lo, a ciência apoia-nos. Duas referências que vale a pena anotar são as Termas de São Tiago e as Termas de Águas-Penamacor, ambas na vila de Penamacor.

Fonte Santa

Próxima paragem: região de Leiria

Não sabemos se assim foi, mas é um facto que a natureza foi generosa com a região de Leiria. No Centro de Portugal temos muito por onde escolher: neste artigo partilhamos apenas algumas sugestões, mas fique a saber que são várias as nascentes termais que tem à sua disposição, com águas puras, extraídas das profundezas da nossa terra, em grande parte devido às especiais características geológicas da área. É o caso do Monte Real – Hotel, Termas e Spa, onde poderá desfrutar do poder relaxante da natureza para se desconectar das preocupações diárias. Localizado numa propriedade privada de 24 hectares, na vila histórica de Monte Real, o Parque Termal de Monte Real alberga um resort de quatro estrelas e é famoso pela beleza do espaço onde está inserido, que confere ao visitante as condições ideais para aproveitar as famosas e curativas águas termais, cujos benefícios são conhecidos desde a idade romana. O que também não pode faltar neste roteiro é a referência às Termas da Ladeira de Envendos, no concelho de Mação, que têm à sua disposição um conjunto de práticas termais que recorrem à água quente com características únicas que jorra das rochas e é utilizada há mais de cem anos. Efeitos terapêuticos reconhecidos é o que podemos dizer-lhe de antemão: visite e aproveite os serviços de termalismo terapêutico das águas termais hipossalinas da Ladeira de Envendos.

Última paragem: região do Oeste

Pela sua saúde, visite estes dois complexos termais na região Oeste. Comecemos pelas Termas das Caldas da Rainha. Atualmente um dos estabelecimentos termais mais conhecidos do país, é considerado o Hospital Termal mais antigo do mundo, fundado em 1485 pela Rainha D.Leonor. Aquelas águas são especialmente terapêuticas para quem queira tratar problemas relacionados com o aparelho respiratório e doenças reumáticas e músculo-esqueléticas. Não se apoquente com estes nomes esquisitos, os banhos nas águas sulfúreas destas termas beneficiam qualquer pessoa que queira descomprimir da tensão do dia a dia: vá sem expectativas e deixe-se surpreender pela beleza e serenidade que envolve o belíssimo edifício principal, com as suas grandes janelas, e pelos tratamentos termais, que aliam os cuidados de saúde ao bem-estar, como banhos de imersão simples, de bolha de ar e o duche vichy. Difícil vai ser voltar à sua realidade.

É no Your Hotel e Spa Alcobaça, localizado às portas da cidade histórica de Alcobaça, que as águas das Termas da Piedade, com programas de termalismo terapêutico personalizados a cada utente, seduzem os seus visitantes. Trata-se de um refúgio harmonioso e encantador, longe das preocupações diárias, que eleva o conceito de tranquilidade e repouso a outro nível. A experiência não podia ser mais completa: se por um lado, oferecem planos de tratamentos para tratar vários casos clínicos, por outro o conforto de uma unidade hoteleira de quatro estrelas renovada não deixa margem para dúvidas: é este o sítio ideal para a sua escapadinha de fim de semana.

Uma última dica para quem procura bem-estar através das propriedades medicinais da água: a costa atlântica, no Centro de Portugal, tem tudo o que precisamos para restabelecer o equilíbrio. A talassoterapia, que surge da combinação entre água, do sal marinho e de substâncias extraídas do mar, é profundamente regeneradora. Pode ajudá-lo bastante a recuperar de períodos de cansaço, stress ou até convalescença. Se quiser saber mais sobre estas termas, faça uma visita a este documento, que tem toda a informação que pode querer para poder usufruir de um fim de semana ou umas férias mais relaxadas.

Esperamos que o seu imaginário tenha criado imagens idílicas ao longo do texto. Já está devidamente relaxado? No Centro de Portugal, cuide do corpo e do espírito. Pela sua saúde, visite estes circuitos termais. Você merece.

Saiba mais sobre este projeto
em https://observador.pt/seccao/centro-de-portugal/