Nos próximos dias 28 e 29 realiza-se um festival de música online, organizado pela EveryBody Belongs Here (EBH) que junta membros da comunidade artística da Grã-Bretanha, Estados Unidos e Portugal.

A ideia é a de conseguir “ajudar da melhor maneira possível” artistas e profissionais da música que têm passado por dificuldades nos últimos meses, disse o mentor da iniciativa o múdico Saul Davies.

Em Portugal, a ajuda é direcionada para a União Audiovisual, que apoia, com bens alimentares, profissionais do audiovisual.

O cartaz inclui os portugueses The Gift, Surma, The Legendary Tiger Man, Selma Uamusse, Throes & The Shine,First Breath After Coma, a moçambicana Selma Uamusse e ainda Sam Smith, Fontaines DC, Steve Mason, dos Beta Band, The Slow Readers Club, entre outros.

O músico Saul Davies, guitarrista da banda britânica James, em declarações à Agência Lusa realçou “a importância da responsabilidade social dos músicos em agir de forma positiva, não podendo ficar de braços cruzados e apoiar todos os que precisam”.

Esta iniciativa não acontece devido à atual situação pandémica, realçou o músico, reconhecendo que 2020 “não foi um ano de grandes oportunidades para os músicos mostrarem o seu trabalho”.

Todavia, realçou, “não se pode ficar numa apatia em casa e há que fazer coisas em prol de todos e alcançar uma vida normal”, disse Saul Davies.

O Festival resulta de diversas prestações gravadas pelos artistas , às quais se tem acesso por streaming (distribuição digital) no ‘site’ www.everybodybelongshere.com/ e, adquirindo o bilhete em htts://link.dice.fm/40msd8tpbcb. Cada sessão diária do Festival terá a duração de cerca de duas horas e meia, disse o músico.

Os The Gift vão gravar duas canções para o festival, num teatro em Ovar, no distrito de Aveiro, Surma gravou em Sintra, nos arredores de Lisboa, e os First Breath After Coma em Leiria, contou Saul Davies, referindo que as bandas e intérpretes internacionais gravaram, maioritariamente, em teatros e salas de espetáculo, nomeadamente em Londres, Glasgow, na Escócia, Exeter, no Sudoeste de Inglaterra ou em Nova Iorque e em Nashville, no Estado norte-americano do Tennessee.

Para os músicos portugueses, referiu Saul Davies, “é também uma possibilidade de mostrar o seu trabalho além fronteiras”.

O cartaz completo inclui ainda Kyle Falconer From The View, Tim Booth e Saul Davies dos James, Charlotte Church, Newton Faulkner, Rosellas, Zeztra Ireland, Sounds of the Sirens, Gruff Rhys, dos Super Furry Animals, Emily Barker, Fenne Lilly, Pattern Pushers, Alexander Stewart, Ferocious Dog, Memes, Joseph Arthur, Hennessey, Adam Duritz, líder da banda rock Counting Crows, Scott Doon e James Atkins .

A organização informal EveryBody Belongs Here (EBH) há um ano colaborou com o FC do Porto para promover uma mensagem de união entre os seus adeptos e com a comunidade de futebol em Portugal, usando palavras retiradas da canção “Many Faces” dos James.