Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O ambiente aqueceu no final da primeira parte, aqueceu nos últimos minutos e aqueceu também depois do último apito de Tiago Martins, com alguns jogadores do Sp. Braga envolvidos com elementos do Sporting num início de confusão que foi sanado pouco depois também com a intervenção de membros das equipas técnicas e do capitão verde e branco, Coates. No entanto, os ânimos exaltados não estavam circunscritos ao relvado.

Pedro, o espanhol dos calções rotos que se tornou o modelo do Sporting (a crónica da final da Taça da Liga)

Nas imagens transmitidas pela SportTV, houve um reforço de segurança na tribuna, com Frederico Varandas, presidente do Sporting, num bate-boca com alguém afeto ao Sp. Braga além de Rui Casaca, diretor executivo da SAD dos minhotos e um dos mais alterados, e com Pedro Proença, líder da Liga, a tentar separar as partes.

“O que se passou na tribuna presidencial? Não foi nada de mais. Todos nós nos clubes temos de saber perder e saber ganhar. É nos momentos assim que temos de saber ganhar. Quando assim não é, as coisas não correm muito bem.. Mas é um assunto ultrapassado. Parabéns aos jogadores e treinadores do Sp. Braga”, comentou no final do encontro António Salvador, número 1 do Sp. Braga que assistiu a tudo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Sporting a vibrar tanto mostra que às vezes sentem-se pequenos ao lado do Sp. Braga”: a “farpa” de António Salvador

“Vamos lá rapaz. Vamos lá colocar mais um troféu no museu do Sporting”, escreveu Frederico Varandas na sua conta no Instagram, com uma imagem a caminhar em casa com o filho, sem reação ao sucedido.