Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A série “The Crown” e os filmes “Nomadland – Sobreviver na América”, “Borat, o Filme Seguinte…” e “Soul – Uma Aventura com Alma” foram os grandes vencedores da edição deste ano dos Globos de Ouro — um dos mais importantes prémios da indústria de cinema de Hollywood (que é ainda celebrada nos Óscares) e da indústria televisiva dos Estados Unidos da América (que é também premiada nos Emmys).

No campeonato televisivo, a mais recente temporada da série “The Crown”, sobre a Família Real britânica, era a mais nomeada — com seis nomeações, mais duas do que “Ozark”, “Schitt’s Creek” e “The Undoing” — e confirmou o favoritismo: levou para casa quatro Globos de Ouro e venceu a importante categoria “Melhor Série de Drama”, para a qual estavam também nomeadas “Lovecraft Country”, The Mandalorian”, “Ozark” e “Ratched”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.