Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Durante os anos de 2019 e 2020, a Polícia de Segurança Pública (PSP) contabilizou 599 jovens entre os 12 e os 16 anos, por estarem alegadamente envolvidos em roubos violentos nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, segundo escreve o Jornal de Notícias. Isto significa que, em média, esta força policial detetou por semana seis menores suspeitos de participar em assaltos.

Do total de quase seis centenas de jovens contabilizados nestes dois anos, 85,6% atacaram na via pública — o que corresponde a 513 adolescentes. Os adolescentes atuaram também em transportes públicos e no interior de edifícios, embora com menos frequência, segundo detalha o Jornal de Notícias.

Comparando as duas áreas metropolitanas, é em Lisboa que se situa a maioria dos suspeitos contabilizados pela PSP: em 2019, 72% dos jovens tinham atuado em Lisboa e em 2020 essa percentagem subiu para 82,6%. Assim, na área metropolitana do Porto, foram contabilizados 141 menores suspeitos: 97 em 2019 e 44 em 2020.

Embora tenham sido contabilizados 599 jovens, isto não significa que tenha havido 599 roubos nesses dois anos já que estes suspeitos poderão ter atuado em grupo e ter estado na origem de mais do que um assalto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR