Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

David Neeleman, antigo acionista da TAP, começa esta quinta-feira as operações na Breeze Airways, a sua nova companhia aérea nos Estados Unidos, noticiou o Público.

“A TAP vale muito pouco. Neeleman fez um grande negócio”

“A Breeze oferece um serviço sem escalas entre rotas com pouca oferta nos Estados Unidos, a preços acessíveis”, lê-se no site da companhia dedicada a voos nas cidades do leste do país. A Breeze Airways anuncia ainda que não terá taxas de cancelamento ou de alteração dos voos.

A nova TAP de David Neeleman: uma história de aviões novos, dívida a ser paga e prémios que vão continuar

No percurso de Neeleman, fundador e diretor executivo da Breeze Airways, vem destacada a participação na Azul, JetBlue, Westjet e Morris Air, mas sem qualquer referência à companhia portuguesa TAP, como notou o Público.

David Neeleman saiu da TAP em outubro de 2020, recebendo por isso 55 milhões de euros.

TAP. “Estou, de novo, a fazer o que é melhor” para a companhia, diz David Neeleman