Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Robert Reich, secretário do Trabalho dos Presidentes dos EUA Bill Clinton e Barak Obama, Romano Prodi, antigo Presidente da União Europeia, e Alexandra Cousteau, presidente e cofundadora da Oceans 2050 e neta do célebre Jacques Cousteau, são algumas das individualidades que Cascais vai receber entre 30 de setembro e 1 de outubro numa cimeira internacional sobre o futuro da Política.

Até agora estão já confirmados mais de uma dezena de oradores, que estarão presencialmente em Portugal, entre os quais se incluem também Javier Solana Madariaga, ex-Secretario-Geral da NATO, e Rosalía Arteaga Serrano, ex-Presidente do Equador e atual candidata ao Secretariado Geral das Nações Unidas.

A iniciativa, que resulta de uma pareceria com a Advanced Leadership Foundation — organização internacional que tem como missão missão inspirar e desenvolver os líderes empresariais, políticos e sociais  — e com o site Político não substituirá as Conferências do Estoril e deverá passar a realizar-se anualmente entre maio e junho, segundo a organização. O evento — com um investimento de 300 mil euros — “vai ser uma espécie de conferência do Estoril concentrada num tema concreto”.

Em debate, nesta cimeira, estarão temas como a imigração e xenofobia, a regulação das grandes tecnologias na UE e nos EUA, o equilíbrio entre o politicamente correto e a liberdade de expressão, as fake news e os falsos meios de comunicação, assim como outras questões com olhos postos no futuro (que poderá não estar assim tão distante), como: “Pode um gabinete governamental ser gerido pela inteligência artificial?”, ou “Quem irá governar Marte?”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Oradores já confirmados para a cimeira

Mostrar Esconder
  • Javier Solana Madariaga – ex Secretário-Geral da NATO e ex Alto Comissário da União Europeia para a Política Externa e Segurança Comum;
  • Romano Prodi – antigo Presidente da União Europeia e duas vezes Primeiro-Ministro de Itália;
  • Robert Reich – Secretário do Trabalho do Presidente Bill Clinton e do Presidente Barak Obama;
  • Rebeca Grynspan – Presidente da SEGIB (Secretaria-Geral Ibero-Americana);
  • Rosalía Arteaga Serrano – ex-Presidente do Equador e atual candidata ao Secretariado Geral das Nações Unidas;
  • Michael Spence – Prémio Nobel da Economia, William R. Berkley Professor de Economia e Negócios na Stern School of Business da Universidade de Nova Iorque, e Philip H. Knight Professor de Gestão, Emérito, e Dean, Emérito, na Stanford Graduate School of Business;
  • Federico Pinedo – ex Presidente da Argentina e Presidente do Senado, presidiu à reunião parlamentar da OMC e ao G20 em 2019;
  • Juan Pablo Bonilla – Vice-Presidente do Desenvolvimento Sustentável e Alterações Climáticas no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID);
  • Rahaf Harfoush – Arquitecto da campanha de comunicação social de Barack Obama, Young Global Changer da Cimeira do G20 Global Think Tank;
  • Alexandra Cousteau – Presidente e Cofundadora da Oceans 2050 e neta do célebre Jacques Cousteau;
  • Gloria Alvarez – A mais jovem referência dos movimentos cívicos da América Latina, ex-diretora do Movimento Cívico Nacional da Guatemala;
  • Max Trejo – Secretário-Geral da Organização Internacional da Juventude (OIJ);
  • Sebastián Navarro – Enviado especial da rota Santiago-Glasgow para a COP26O

“Com esta conferência queremos apontar o caminho e contribuir para a mudança de paradigma da organização da sociedade, do governo, do que é público, da representatividade e, como tal, da política”, afirma Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, adiantando: “A política está num impasse. Cidadãos desacreditados. Políticos reciclados. Acredito que só com diálogo individual e em grupo se constrói algo bom para todos. Sou um fã do fazer, da partilha de ideias ou criar novas. Com elas quero inovar, quero a Política 2.0. Mas não a quero sozinho, quero-a em rede. Em Portugal e no mundo”.

Numa apresentação do evento à imprensa, Jorge Brown, vice-presidente da Advance Leadership Foundation, também destacou que ainda há vários nomes que deverão confirmar presença nos próximos dias, adiantando que, na assistência, caso seja possível devido ao controlo da pandemia, estarão presentes 300 jovens — ou seja, metade da assistência. Um dos objetivos é “fazer com que os jovens se interessem pela política”, sublinhou o responsável.