O Governo moçambicano vai investir 200 milhões de dólares (168 milhões de euros) para a melhoria de vias de acesso na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, anunciou esta sexta-feira fonte oficial.

“Nós, aqui na província de Cabo Delgado, estamos a investir aproximadamente 200 milhões de dólares [para as vias de acesso]. É um investimento significativo”, disse a jornalistas João Machatine, ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, no âmbito de uma vista a província de Cabo Delgado.

As intervenções sobre as estradas em Cabo Delgado arrancam em agosto, segundo ministro, que reitera a importância de que as obras sejam feitas com qualidade, tratando-se de “um grande investimento”.

“Nós queremos que os consultores, os fiscais, os empreiteiros, sejam escolhidos de uma forma muito criteriosa”, reiterou João Machatine.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A província de Cabo Delgado acolhe o projeto de exploração de gás natural liderado pela Total, o maior investimento privado em África (da ordem dos 20 mil milhões de euros), entretanto suspenso devido à insegurança na região.

Grupos armados aterrorizam a província de Cabo Delgado desde 2017, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo Estado Islâmico.

Há mais de 3.100 mortes, segundo o projeto de registo de conflitos ACLED, e mais de 817 mil deslocados, segundo as autoridades moçambicanas.