O Serviço de Saúde da Madeira (Sesaram) já realizou 18.176 testes de diagnóstico da hepatite C, no âmbito do programa de rastreio FOCUS, indicou esta segunda-feira o secretário regional do setor, referindo que foram identificados 711 casos positivos.

“Temos já o diagnóstico em 7% da população”, disse Pedro Ramos, explicando que foram realizados 18.176 testes em 21 meses, correspondendo à primeira fase do programa, que visa a erradicação da doença no arquipélago da Madeira até 2030.

Os resultados foram apresentados no salão nobre do Governo Regional, no Funchal.

O secretário de Saúde indicou que a primeira fase do rastreio abrangeu o Estabelecimento Prisional do Funchal, as unidades de toxicodependência, os serviços hospitalares e de cuidados de saúde primários, as casas de saúde e os estabelecimentos psiquiátricos.

Os casos positivos sinalizados correspondem a 0,5% do total de testes e “já estão orientados para fazer o tratamento”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Pedro Ramos anunciou que a segunda fase do programa FOCUS vai incluir também os programas de erradicação da hepatite B e do HIV na Região Autónoma da Madeira, cuja população é de 251 mil habitantes.