Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O número de novos casos de infeção está a aumentar de forma relativamente consistente há duas semanas em Portugal. Por outro lado, a tendência de aumento de infeções não se está a refletir num aumento do número de pessoas seriamente doentes e hospitalizadas com Covid-19 no país — até ver, pelo contrário.

Essa é uma conclusão que pode ser tirada a partir da divulgação de mais um boletim diário da Direção Geral da Saúde referente à evolução da pandemia da Covid-19 em Portugal.

O boletim reporta que nas últimas 24 horas (de sexta-feira), as autoridades de saúde detetaram mais 883 casos de infeção pelo novo coronavírus. Morreram, nesse mesmo período, mais quatro pessoas que estavam infetadas.

Ao todo, já foram identificados em Portugal — ou confirmados com teste de diagnóstico positivo — mais de um milhão de casos de infeção (1.084.534). Desse total, mais de 18 mil pessoas morreram (18.129) e mais de um milhão de pessoas (1.035.450) foi dada como clinicamente recuperada.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Sábado com mais casos de outubro. Infeções aumentam há duas semanas

Com 883 novos casos detetados, o número de novas infeções é significativamente superior ao número reportado no mesmo dia nas semanas anteriores (612 no dia 16, 704 a 9 e 690 no dia 2).

Este dado reflete um aumento do número de casos diários de infeção que se tem verificado ao longo das duas últimas semanas, numa reversão da tendência de descida do número de casos diários que se verificava até à segunda semana de outubro.

Desde 7 de outubro que a média de novos casos diários dos sete dias anteriores tem vindo a aumentar de forma consistente e gradual. Nesse dia 7, há pouco mais de duas semanas, Portugal tinha uma média de 569.9 novos casos nos sete dias anteriores. Este sábado, a média de novos casos dos últimos sete dias é de 741.9.

Este aumento de número de casos diários não se tem refletido num aumento do número de pessoas hospitalizadas em Portugal — o que sugere que as novas infeções detetadas têm resultado tendencialmente em menos sintomas graves de doença. Tal poderá ser em parte explicado pela percentagem (muito elevada) de população já vacinada e com algum grau de proteção em caso de infeção, em Portugal.

Internamentos não eram tão poucos há quatro meses e meio

Às 0h deste sábado, estavam hospitalizadas com Covid-19 em Portugal 274 pessoas, 55 das quais em unidades de cuidados intensivos.

Face à mesma hora da véspera (0h de sexta-feira), entre novas admissões e saídas hospitalares verifica-se uma diminuição de 10 doentes internados e de cinco doentes em unidades de cuidados intensivos.

Há quatro meses e meio — desde 6 de junho — que o número de pessoas hospitalizadas com Covid-19 em Portugal não era tão baixo. O número de internamentos tem caído de forma consistente desde o início de agosto, há quase três meses, altura em que Portugal tinha mais de 900 doentes com Covid-19 (mais do triplo) em hospitais.

Região Centro com 187 novos casos, LVT com mais de 300

Se as regiões Norte e Lisboa e Vale do Tejo são aquelas em que se verifica um maior número de novos casos detetados, em termos absolutos, o número de novos casos da região Centro é especialmente significativo dada a sua dimensão geográfica e populacional.

Em Lisboa e Vale do Tejo foram detetados 329 novos casos ao longo das 24 horas de esta sexta-feira. Na região Norte 238 pessoas tiveram confirmação de teste de diagnóstico positivo à infeção. E na região Centro há registo de mais 187 infeções confirmadas em apenas 24 horas.

O número de novos casos é inferior no Alentejo (51) e Algarve (41). Nas regiões autónomas são reportadas mais 21 infeções nos Açores e mais 16 na Madeira.

Mais 150 casos ativos de infeção

O número de casos ativos em Portugal aumentou ao longo das últimas 24 horas — há mais 150 casos ativos, o que eleva o número total para 30.955.

A expressão “casos ativos em Portugal” refere-se ao número total de pessoas dadas como estando clinicamente infetadas de momento no país, o que exclui quer quem recuperou quer quem não resistiu.

Tal significa que em Portugal existem 30.955 pessoas que estão atualmente infetadas pelo novo coronavírus.

O número de casos ativos tem-se mantido ainda assim razoavelmente estável em Portugal, ao longo deste mês, ainda que esteja a subir ligeiramente há aproximadamente duas semanas.