O Congresso dos EUA formalizou esta quinta-feira uma investigação a alegadas manifestações de antissemitismo em três das principais universidades do país, após as respostas das líderes das instituições durante uma audição congressional no início da semana ter gerado polémica.

O aumento nas denúncias de casos de antissemitismo nos campus universitários após o início da guerra entre Israel e o Hamas tem levantado questões quanto à ação das instituições para controlar estes casos – questões essas que foram colocadas diretamente às presidentes das universidades de Harvard, Penn State e M.I.T numa audição na Câmara dos Representantes, e cujas respostas se tornaram virais nas redes sociais.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.