816kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Na Cidade do México, quatro tacos bastaram para dar uma estrela Michelin a este restaurante

O guia aponta o "Gaonera taco" como razão para atribuição da estrela, descrevendo a receita como "elementar e pura". No El Califa de Leon, há tacos a menos de 5€, com cerveja ou cola a acompanha.

GettyImages-2152927685
i

O El Califa de León, que mede apenas 3 por 3 metros, está agora na companhia dos outros 18 restaurantes mexicanos aos quais foram atribuídos uma ou duas estrelas Michelin

NurPhoto via Getty Images

O El Califa de León, que mede apenas 3 por 3 metros, está agora na companhia dos outros 18 restaurantes mexicanos aos quais foram atribuídos uma ou duas estrelas Michelin

NurPhoto via Getty Images

Uma modesta taquería de rua na Cidade do México tornou-se, na quarta-feira, a primeira a alguma vez ganhar uma estrela Michelin. O El Califa de León, que mede apenas 3 por 3 metros, está agora na companhia dos outros 18 restaurantes mexicanos aos quais foram atribuídos uma ou duas estrelas Michelin.

O prestigiado guia aponta o “Gaonera taco” com razão principal para atribuição da estrela, descrevendo a receita como “elementar e pura”. “Esta taquería pode ser simples, com apenas espaço suficiente para um punhado de clientes ao balcão, mas a sua criação, o ‘Gaonera taco’, é excecional. Carne de vaca cortada em fatias finas é cozinhada no momento, temperada apenas com sal e uma pitada de lima.”

A barraca de tacos da localidade de San Rafael serve apenas quatro variedades de tacos mas, segundo o guia, são “poucas mas excelentes”. Quando o representante do guia foi presentear Arturo Rivera Martínez com a cobiçada jaqueta Michelin , a AP notou que o chef nem se deu ao trabalho de a colocar, estando demasiado ocupado a preparar a carne para os tacos. Segundo Rivera Martínez, em declarações à AP, não há nenhum segredo sem ser a simplicidade do taco.

GettyImages-2152927808 GettyImages-2152927396

Na quinta-feira, um dia após a atribuição da estrela, a taquería — que costuma servir os clientes em 5 minutos — tinha uma fila que ia até ao final do bairro, juntando turistas e influencers a habitantes locais

NurPhoto via Getty Images

“O segredo é a simplicidade do nosso taco. Tem apenas uma tortilha, molho vermelho ou verde, e é isso. Isso, e a qualidade da carne.” Quando questionado acerca do que recomenda para acompanhar o taco, Rivera Martínez, dá uma resposta invulgar para um chef Michelin dizendo, “eu gosto de uma cola”. Os tacos custam cerca de 4,50 euros e são servidos num prato de plástico.

Na quinta-feira, um dia após a atribuição da estrela, a taquería — que costuma servir os clientes em 5 minutos — tinha uma fila que ia até ao final do bairro, juntando turistas e influencers a habitantes locais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos