Dark Mode 193kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Quantos casos de Covid-19 há no seu concelho? Quais são os dez municípios mais afetados? E os menos? A pandemia em gráficos /premium

O Norte concentra a maioria dos concelhos onde há mais casos por 100 mil habitantes; os Açores e a Madeira estão no extremo oposto. Quer saber se o seu município é de alto risco? Veja os gráficos.

    Índice

    Índice

Depois de meses sem revelar os dados completos (notificações laboratoriais e clínicas) de infeções pelo novo coronavírus nos vários concelhos, a Direção-Geral da Saúde (DGS) anexou ao boletim desta segunda-feira os casos, por município, ao longo de 14 dias (de 28 de outubro a 11 de novembro). Foi com base neste índice de risco, usado pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, que o Governo anunciou a 31 de outubro medidas mais restritivas para uma lista de 121 regiões onde os contágios superavam os 240 por 100 mil habitantes, lista essa que quinze dias depois subiu para 191 concelhos (saíram sete, entraram 77), que desde a meia-noite desta segunda-feira cumprem essas mesmas limitações.

Não se sabia contudo quais eram os concelhos que apenas tinham 240 casos ou quais teriam 2.400, nem aqueles que apenas estavam na lista por fazerem fronteira com os de maior risco. Depois de prometidos e adiados sucessivamente, os dados agora revelados permitem fazer já um retrato mais concreto da pandemia em Portugal.

Há nove concelhos sem casos registados nesse período que reporta praticamente às duas primeiras semanas de novembro — e, destes, a maioria localiza-se na região autónoma dos Açores e na região autónoma da Madeira. Por outro lado, há 27 municípios com mais de 1.000 casos por 100 mil habitantes — e todos estão a norte do rio Tejo.

Veja aqui como está o seu concelho:

Situação é mais grave no Norte do país

Dos dez concelhos com mais casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, oito são do Norte do país. Os outros dois são da região Centro (Belmonte e Manteigas). Há apenas dois que ultrapassam os três mil casos (Paços de Ferreira, com 3.698 e Lousada, 3.662) e quatro acima de dois mil.

Além disso, dos 191 concelhos que o Governo colocou em risco, há três que têm menos de 240 casos por 100 mil habitantes (o critério adotado pelo Executivo para distinguir os concelhos que têm regras restritivas especiais). São eles: Alcochete, Cadaval e Montijo. O primeiro-ministro, António Costa, já tinha dito que há municípios que, não cumprindo esse critério, ingressam à mesma na lista por estarem rodeados de concelhos de risco.

Dos nove concelhos sem casos, só um está no continente

O boletim da DGS mostra ainda que há nove concelhos em Portugal sem casos registados de Covid-19 de 28 de outubro a 11 de novembro. Apenas um deles, Monchique (Algarve) fica no continente. Os outros são Calheta, Laje das Flores, Laje do Pico, Madalena, Santa Cruz das Flores e Vila do Pico nos Açores; e Porto Moniz e S. Vicente na Madeira. Depois destes, segue-se Vila Nova do Campo (com 9 casos), também nos Açores.

São 191, sairam 7, entraram 77. Veja aqui se o seu concelho está (ou saiu) da lista com mais restrições

Leiria é a única capital de distrito do continente fora do grupo de maior risco, mas está perto do limite mínimo

Os dados por concelho divulgados esta segunda-feira confirmam ainda que, entre 28 de outubro e 10 de novembro, Leiria foi a única capital de distrito no continente a ter menos de 240 casos por 100 mil habitantes, não estando, por isso, sujeita a medidas mais restritivas. No entanto, o número de infetados era de 235 por 100 mil habitantes, muito, mas muito próximo do limite mínimo estabelecido pelas autoridades (240). Se a pandemia se continuar a estender para a zona Centro, é provável que na próxima revisão da lista, dentro de quinze dias (a 26 de novembro), o panorama já possa ter mudado.

Já todas as capitais de distrito dos Açores e da Madeira estão fora das zonas de mais alto risco.

Portugal está à frente de Espanha ou mesmo dos EUA

A incidência cumulativa de casos por cem mil habitantes a 14 dias coloca Portugal em décimo lugar no panorama europeu, explicou esta segunda-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas. Segundo os dados do Centro Europeu do Controlo de Doenças, que estão em constante atualização, o país já terá subido para nono lugar, isto porque França melhorou no indicador.

Portugal (com 713,5 casos por 100 mil habitantes, segundo estes mapas do Google feitos com base nos dados do Centro Europeu do Controlo de Doenças) tem estado a subir na tabela europeia, nos últimos dias, de casos por 100 mil habitantes, e está à frente de países como Espanha (583,9), Reino Unido (495,2), ou mesmo os EUA (558,5). Mas muito aquém de países como a República Checa (1.108,3) ou a Suíça (1.197,5).

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.