André Ventura, sentado à secretária, escreve qualquer coisa no teclado do computador, enquanto no ecrã se vê um site com conteúdo pornográfico. Esta é a fotografia que tem andado a circular no Facebook com a indicação de que o deputado teria sido “apanhado a ver pornografia (GAY!) em pleno escritório da Assembleia da República!”. Esta afirmação é falsa e a imagem é uma montagem.

Uma das publicações em que é partilhada a fotomontagem que altera o ecrã do computador de André Ventura.

Não se sabe exatamente de onde partiu ou quem é o autor da alteração, mas é fácil provar que o conteúdo não é verdadeiro. Tudo porque a versão original pode ser consultada na conta oficial de Instagram de André Ventura. Faz parte de uma publicação de 16 de março — dois dias antes de Portugal entrar em estado de emergência devido à Covid-19 — que conta com uma sequência de três fotos. “Em tempos difíceis como este nós não abandonamos o barco, nem deixamos os portugueses à sua sorte. Faremos o que nos for possível para corresponder às exigências da situação”, diz a legenda que as acompanha.

A sequência mostra o líder do Chega no respetivo gabinete, visto de diversos ângulos. Num deles, que corresponde à segunda imagem, é possível perceber o que ocupa o ecrã do computador. O que Ventura estava a consultar era um artigo noticioso e não um site pornográfico. Tudo o resto na imagem — à exceção do que se vê no ecrã — permanece exatamente igual: a posição em que está sentado, a expressão facial, o que tem vestido, o lugar que ocupa cada uma das coisas na sua secretária, o fio do ecrã, os casacos pendurados no bengaleiro, a porta e até a garrafa de água. É exatamente a mesma fotografia, mas com o ecrã adulterado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A fotografia original foi publicada a 16 de março e André Ventura está a ler uma notícia

No Instagram do deputado são frequentes partilhas semelhantes, com André Ventura sentado à secretária a trabalhar. A mais recente, onde surge já de máscara e desta vez com um portátil, é de 6 de maio. Houve uma muito parecida publicada um dia antes , mas também a 27 ou 21 de abril. Porém, em nenhuma delas, volta a estar visível o ecrã do computador, apenas nesta que foi publicada a 16 de março, na qual o deputado aparece a ler um artigo do Observador e não a ver pornografia.

Conclusão

É falso que André Ventura tenha sido fotografado a ver pornografia no Parlamento. A imagem é uma montagem, que usa como base uma fotografia tirada ao deputado no dia 16 de março em que este estava, na verdade, a consultar notícias, e que foi partilhada pelo próprio no Instagram. Com exceção para o ecrã do computador, tudo o resto se mantém inequivoquivamente igual: da posição em que está sentado à expressão facial e até à localização dos objetos que estão na sala.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: Este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de factchecking com o Facebook e com base na proliferação de partilhas — associadas a reportes de abusos de vários utilizadores — nos últimos dias.

IFCN Badge