Quem é, afinal, o autor da célebre frase que compara políticos e fraldas? Uma publicação num grupo público do Facebook, com data de 4 de dezembro e amplamente partilhada desde então, atribui-a a Eça de Queiroz. Mas será verdade que foi o escritor português quem disse que “os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente pela mesma razão”? A resposta é negativa.

A frase é famosa e tem sido largamente citada nas redes sociais desde que estas existem, mas é categoricamente errado que pertença ao autor de “Os Maias”. O crédito é, geralmente, atribuído a Mark Twain, pelo menos desde 2010, mas não existem também provas de que tenha sido alguma vez escrita ou proferida pelo escritor norte-americano do século XIX.

A frase foi utilizada no filme “O Homem do Ano”, de 2006, protagonizado por Robin Williams

Segundo o Wikiquote, recurso da Wikipedia destinado a agregar citações, não é possível encontrar tal frase em toda a obra de Mark Twain. Aliás, ainda de acordo com o Wikiquote, uma coluna humorística publicada em 1993 no jornal Indiana Gazette atribui a frase ao Reader’s Digest, crédito que consta também no livro “Love Can Build a Bridge”, da cantora country Naomi Judd.

Vários etimologistas norte-americanos tentaram encontrar a origem da frase, sendo que as primeiras referências remontam à década de 1980. Para além de Mark Twain e Eça de Queiroz, a citação já foi também atribuída a Benjamin Franklin. A frase foi, também, utilizada no filme “O Homem do Ano”, de 2006, protagonizado por Robin Williams, não sendo atribuída a Mark Twain.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Conclusão:

Falso. Não é possível atribuir a Eça de Queiroz a frase “Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente pela mesma razão”. Aliás, a citação é comummente atribuída a Mark Twain, mas não existem igualmente provas de que tenha sido escrita ou proferida algum dia pelo escritor norte-americano.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge