João Soares, antigo ministro da cultura do PS e ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, pode já não ter um cargo político desde 2016, mas isso não impede que possa ser alvo de conteúdos falsos ou enganadores. No passado dia 8 de fevereiro, surgiu uma notícia de um site — atravelday — onde se contava um suposto elogio público do socialista a João Cutileiro, escultor que morreu no início de 2021.

Imagem do site fraudulento.

Esse elogio teria sido dado numa entrevista ao programa de Ricardo Araújo Pereira, “Isto é Gozar Com Quem Trabalha”, que é transmitido todos os domingos na SIC. Ao mesmo tempo, dentro do próprio texto, João Soares vem citado pela agência Lusa e pelo portal da Sapo. Tudo num site que partilha conteúdos relacionados com viagens. Trata-se de uma publicação enganadora. Vamos ver porquê.

A entrevista ao humorista, de facto, aconteceu, mas a 11 de outubro de 2020. Nos cerca de 16 minutos de conversa, em nenhum momento João Soares se refere ao escultor português. Portanto, não é verdade que o socialista tenha falado deste tema num programa de televisão de humor. Até porque João Cutileiro ainda não tinha falecido.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Depois, também é falsa uma passagem do suposto artigo: “O Ricardo não acreditou no que estava a ver, quando o João mostrou o quanto e como ganhava.” Apesar de esta frase do texto ser confusa, tem uma clara alusão às bitcoins — até porque o site já foi usado para esse feito, num claro esquema fraudulento online, que não é novidade no que diz respeito à área do fact-checking. Muitas das vezes são usadas figuras públicas para promover a venda das criptomoedas. Este é só mais um desses casos.

Por outro lado, é verdade que João Soares elogiou publicamente João Cutileiro já em janeiro deste ano, após o falecimento do escultor. Grande parte do texto do site foi copiado de uma notícia da agência Lusa que, de facto, entrevistou o antigo ministro da Cultura. No artigo, Soares teceu os tais elogios referidos no site, onde também são referidos os episódios históricos que ligam estes dois intervenientes, especialmente durante o mandato do socialista na CML.

Também é importante referir que esta notícia, que foi copiada de outros órgãos de comunicação social, está na categoria de “viagens”, o que não faz qualquer sentido do ponto de vista editorial. Os “posts relacionados” estão ligados à temática principal do site e vêm escritos em inglês.

Conclusão

Não é verdade que João Soares tenha feito um elogio público ao escultor João Cutileiro durante o programa “Isto É Gozar Com Quem Trabalha” de Ricardo Araújo Pereira, emitido no passado mês de outubro de 2020. Nessa altura, Cutileiro ainda não tinha falecido. O site que propagou essa suposta notícia, e que partilha conteúdos de viagens, copiou uma notícia da agência Lusa, misturando citações e até colocando frases que são falsas. Muitos dos artigos que se encontram nesse site estão em inglês e são, sobretudo, sobre viagens.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ENGANADOR

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

PARCIALMENTE FALSO: as alegações dos conteúdos são uma mistura de factos precisos e imprecisos ou a principal alegação é enganadora ou está incompleta.

IFCN Badge