O novo coronavírus tem despertado muitos momentos criativos e de inspiração na internet, desde que a pandemia começou um pouco por todo o mundo. Nesse sentido surgiu uma publicação, no passado dia 8 de outubro, com um poema sobre uma crise coletiva que foi supostamente escrito durante “a peste em 1800”. Trata-se, no entanto, de uma publicação falsa.

Post viral publicou poema que terá sido escrito em 1800.

No final do post, o autor faz referência à tal peste que terá ocorrido em 1800, o que pode dar a entender que se trata da gripe espanhola, evento muitas vezes comparado ao da pandemia da Covid-19, até pela própria Organização Mundial de Saúde. Só que a primeira doença ocorreu no século XX e não no século XIX. Não se sabe, portanto, a que tipo de doença mundial se refere o post inicial.

Na verdade, este poema foi encontrado, pela primeira vez, escrito em espanhol sob o título “Esperança”, a 21 de março de 2020, na conta de Instagram de Alexis Valdés, humorista e ator cubano, como descobriu a Agence France Presse (AFP). O artista cubano confirmou à AFP ser o autor do texto, ainda que, tal como descreve a agência, tenham surgido críticas a um eventual plágio de Alexis Valdés, por ter copiado um suposto poema do poeta uruguaio Mario Benedetti.

Só que a Fundação  dedicada ao poeta do Uruguai veio a público, em abril deste ano, esclarecer que o autor nunca tinha escrito aquele poema, apesar dos rumores que circulavam nas redes sociais. Posteriormente foi feito um vídeo com o poema de Valdés, onde foram reunidas várias celebridades hispânicas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta não é a primeira vez que, durante a pandemia, surgem notícias falsas sobre a autoria de poemas relacionados com os tempos que vivemos. Catherine O’Meara, professora norte-americana que está reformada, publicou um poema que acabou por ser atribuído a um autor de 1869. A agência Reuters verificou a informação falsa, tendo citado uma entrevista de O’Meara à The Oprah Magazine, em março deste ano, onde esclareceu tudo sobre o seu texto.

Conclusão

Não é verdade que um poema sobre uma crise coletiva tenha sido escrito durante “a peste em 1800”. O autor do texto é, na verdade, o ator e humorista cubano, Alexis Valdés, como confirmado pelo próprio à AFP. Esse poema tinha sido atribuído ao poeta uruguaio Mario Benedetti, informação que foi prontamente desmentida pela Fundação dedicada à obra deste autor.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

NOTA: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge