Corrida

Aaron Yoder. O campeão mundial de corrida de costas

Aaron Yoder tem 31 anos e é campeão mundial de corrida de costas. Já participou em vários campeonatos a nível mundial e até já tentou bater o recorde do guiness.

A grande paixão de Yoder pela corrida - e a dos seus três irmãos - começou através do pai, que já era atleta desde a altura em que frequentava o colégio

Aaron Yoder, tem 31 anos, é treinador atletismo no Colégio Bethany, Kansas, e é também o campeão mundial de corrida de costas. Sim, leu bem. É exatamente o que parece: correr e sprintar de costas em vez de correr para a frente.

De acordo com a entrevista à Mel Magazine, Yoder admite que corre desde que se conhece, já participou em vários campeonatos e até já tentou bater o recorde do Guiness. Mesmo tendo primeiro começado a correr de frente e só depois adotado a corrida de costas.

Eu faço a minha corrida de manhã muito cedo, então quase ninguém vê. No início, quando as pessoas me viam a correr para trás, gritavam ‘Está a ir na direção errada!’, outras filmavam-me durante a corrida. Durante uma corrida chegou a haver um grupo de crianças que começou a rir-se e a desafiar-me – mas no final, eles também já estavam a correr de costas. Agora, se estiver a correr para a frente, é que as pessoas olham para dizem e dizem ‘O que é que está a fazer? Tu és um atleta de corrida de costas, corre de costas'” – confessou Aaron Yoder à Mel Magazine.

Quando corria normalmente o atleta teve alguns problemas de saúde, nomeadamente nos joelhos, e o médico aconselhou-o a parar de correr. Mas Yoder ignorou por completo as recomendações do médico e pensou: “Dá a volta à situação e tira o bem do que te faz mal”. Teve então a ideia de correr apenas de costas, durante seis semanas, para ver o resultado.

Segundo a revista, a primeira corrida em que Yoder participou foi de quatro quilómetros, no Kansas. “Senti-me mesmo muito bem e melhor do que se estivesse a corre para a frente. É um grande exercício porque se trata tudo de uma questão de balanço”, afirmou o campeão mundial.

O atleta diz ainda que não mudou nada de significativo nos seus treinos desde que passou a correr de costas, “apenas a direção”. Mais: correr assim tem vantagem nas competições, pois “quando a corrida é feita de frente é vantajoso estar atrás da pessoa que está em primeiro lugar para saber quando é que podemos fazer a nossa jogada – porque se estivermos na frente, não podemos ver o posicionamento dos outros atletas. Enquanto na corrida para trás, a melhor posição é estar no lugar da frente, porque se pode ver onde estão todos”, refere Yoder à Mel Magazine.

Já conquistei muitos objetivos na minha vida, mas nem nos meus sonhos eu imaginei que pudesse ganhar o campeonato mundial” – Aaron Yoder.

Yoder admite que a sua grande paixão pela corrida – e a dos seus três irmãos – começou através do pai, que já era atleta desde a altura em que frequentava o colégio. Aaron Yoder e os seus irmãos chegaram a ganhar algumas medalhas no secundário e acabaram por ir para a Universidade de Fort Hays, no Kansas, onde ganharam bolsas para poder competir.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site