Logo Observador
Páscoa

Fotogaleria. O mexilhão “santo” das praias de Sintra

654

Na Praia do Magoito, a tradição persiste: todos os anos, na Sexta-Feira Santa, dezenas de pessoas apanham mexilhões junto às rochas. Este ano não foi diferente. Veja a fotogaleria.

Todos os anos por altura da Páscoa, a Praia do Magoito, em Sintra, enche-se de dezenas (senão centenas) de pessoas que, de faca em riste, se dedicam à apanha do mexilhão. A tradição é bem antiga e acredita-se que tenha surgido por causa de outro costume — o de não se comer carne na Sexta-Feira Santa.

A praia começou a encher-se logo pela manhã. Munidos de baldes e de sacos de plástico, amigos e familiares juntaram-se perto das rochas para apanhar os mexilhões, assim que a maré começou a vazar. Este ano, o tempo esteve favorável e foram várias as dezenas de pessoas que se reuniram na Praia do Magoito durante uma boa parte do dia. À tarde, levaram sacos e baldes cheios para casa.

Apesar de esta tradição acontecer todos os anos no Magoito, não é exclusiva desta praia. Além de se estender a outras praias do concelho de Sintra, como a Praia das Maçãs e a Praia da Adraga, decorre também em algumas praias do município de Cascais, como a das Avencas, Mexilhoeiro e Cabo Raso, assim como nas praias da Ericeira, já no concelho de Mafra.

Veja na fotogaleria as imagens da apanha deste ano na Praia do Magoito.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
Cristianismo

A Páscoa não é para todos

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
684

Não sei o que seja mais terrível: se estes atentados contra os cristãos do próximo Oriente, que se sucedem a um ritmo acelerado e com efeitos devastadores, se a aparente indiferença do Ocidente.

Páscoa

JC não serve para gestor de recursos humanos

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
1.503

Não destituir Pedro, depois da sua tripla negação, era pior do que pôr ao leme da Igreja o comandante do Costa Concórdia. Era negligenciar o bem da Igreja. Contudo JC manteve Pedro como CEO da Igreja.

Cristianismo

O cristianismo arrancado pelas raízes

Rui Ramos
1.152

As elites europeias, com o seu desinteresse pelo destino da cristandade oriental, admitem que o multiculturalismo está condenado no Médio Oriente. Porque pensam então que terá futuro na Europa?

Catolicismo

Medjugorje: solução à vista?

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Para um cristão a investigação sobre as supostas aparições de Medjugorge faz sentido, pois deve conhecer a solidez das suas convicções e estar preparado para responder a quem lhe pedir razão da espera

Venezuela

O drama da comunidade portuguesa na Venezuela

Daniel Bastos

A falta de segurança e o caminho que a Venezuela parece seguir rumo ao abismo estão a levar muitos emigrantes a regressarem para Portugal, sendo já notório que há cada vez mais a voltarem à Madeira.

Família

Guerra e Paz

Margarida Alvim

Há muitas famílias assim. Conjuntos de pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Os pais sabem de todos, mas cada irmão sabe de si. A razão só pode ser uma: falta de confiança. E falta de amizade.

Catolicismo

Medjugorje: solução à vista?

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Para um cristão a investigação sobre as supostas aparições de Medjugorge faz sentido, pois deve conhecer a solidez das suas convicções e estar preparado para responder a quem lhe pedir razão da espera

Terrorismo

O respeitinho é muito bonito, mas pouco eficaz

Alberto Gonçalves
211

É injusto generalizar? Com certeza. Mas a aversão a generalizações, ou o respeito trémulo pelo islão, não tem corrido bem. Quando o resultado da reverência é este, talvez valha a pena tentar a afronta