Logo Observador
Fogo de Pedrógão Grande

Marcelo preside a doação de acionistas do Observador para a recuperação da floresta de Alvares

429

Um grupo de accionistas do Observador vai doar 60 mil euros para apoiar a reflorestação de uma das freguesias mais atingidas pelos fogos. Marcelo preside à cerimónia, este sábado, em Alvares (Góis)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, estará este sábado ao início da tarde na freguesia de Alvares, concelho de Góis, onde presidirá a uma sessão que assinala a entrega de uma doação, realizada por accionistas do Observador. A doação, no valor de 60 mil euros, destina-se a apoiar a reflorestação daquela freguesia, onde os recentes fogos consumiram mais de 80% da floresta. Procurar-se-á também identificar soluções e caminhos que sejam válidos para toda a região do Pinhal Interior.

A sessão terá lugar no salão do quartel dos bombeiros a partir das 15h00 e contará também com a presença da presidente da Câmara de Góis, Lurdes Castanheira, nela participando representantes do Observador (José Manuel Fernandes, publisher, e Jaime Gama, presidente do Conselho Geral), o responsável pela equipa científica que vai implementar o projecto, Prof. José Miguel Cardoso Pereira, do Centro de Estudos Florestais do Instituto Superior de Agronomia, e os membros do Núcleo Fundador da Zona de Intervenção Florestal (ZIF) da Ribeira do Sinhel.

Os 60 mil euros recolhidos entre os accionistas do Observador serão doados ao Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa. Destinam-se a financiar o trabalho científico e técnico de suporte à reflorestação da freguesia de Alvares, assim como ao desenho de ações capazes de contribuírem para a recuperação das populações e do território, bem como de reduzirem as suas vulnerabilidades futuras.

Este financiamento procurará assim não só apoiar uma freguesia devastada pelos incêndios, como contribuir para a consolidação de um movimento associativo de proprietários que quer gerir em conjunto uma área caracterizada pela muito pequena propriedade.

Já se disponibilizaram para colaborar no projecto numerosos especialistas membros do Centro de Conhecimento do Fogo Rural, dinamizado pela Universidade de Lisboa, assim como um conjunto de técnicos com grande experiência.

A organização e montagem da cerimónia deste sábado em Alvares contou ainda com a colaboração solidária da CASE Imagine.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

Estado de calamidade

Manuel Villaverde Cabral
1.859

Continua tudo como dantes: o país está entregue ao clientelismo governamental, dependente do crescimento externo e condenado à dívida. Esta é que é a calamidade que explica as outras calamidades.

Açores

O despertar da bela adormecida?

Maria João Avillez

E sobre isso, um véu de melancolia tão pesado e uma solidão tão desolada que moldaram os poetas, politicos e pintores que os Açores nos deram.