FC Porto

Amigos, amigos, penáltis à parte. Ou como o FC Porto se meteu com o golo do Sporting

885

FC Porto e Sporting reataram relações institucionais em maio. Aí, em junho e em julho estiveram sempre em consonância. Até que começou o Campeonato e o penálti de Dost não passou ao lado dos dragões.

Sporting venceu V. Setúbal com um penálti de Bas Dost que deixou dúvidas ao diretor de comunicação do FC Porto

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A 11 de maio de 2017, no dia em que foram divulgadas publicamente imagens de um encontro entre os diretores de comunicação de FC Porto e Sporting na véspera, no hotel Altis, os dois clubes anunciaram num comunicado conjunto em cada uma das suas plataformas o reatar de relações institucionais, cerca de quatro anos depois de um desentendimento que teve origem numa Supertaça de andebol no Algarve.

“Concluída esta reunião, verificámos que há caminho que pode e deve ser feito em conjunto, considerando que é muito mais aquilo que nos une do que aquilo que nos separa. Em face do que consideramos ser a urgência e necessidade de pacificação do futebol português, da obrigatoriedade de introduzir maior transparência e verdade desportiva, e de defender aquilo que são os valores que devem nortear o desporto nacional, entendem os dois clubes estarem reunidas as condições para que seja desencadeado de imediato o processo de reatamento das relações institucionais entre o Sporting e o FC Porto”, finalizava a missiva. Nesse mês, em junho e em julho estiveram sempre em consonância nos propósitos que norteavam essa decisão.

Sporting e FC Porto retomam relação institucional e anunciam em comunicado conjunto

Entretanto, começou a Primeira Liga. Com os três ‘grandes’ com os mesmos zero pontos. E o cenário parece ter sofrido uma ligeira alteração resumida na ideia “amigos, amigos… penáltis à parte”.

Tudo começou com um enigmático tweet de Iker Casillas na sua conta oficial, onde colocava, já depois do final do jogo, uma imagem da primeira parte e a pergunta em português “Alguém me dá o resumo da partida? Eu não podia ver… Obrigado”. O que queria dizer ao certo? Ninguém sabe ao certo…

Mais tarde, Francisco J. Marques, diretor de comunicação e informação do FC Porto, acabou por dar uma no cravo e outra na ferradura: “Se tivesse marcado o lance do Coates podia discutir-se, mas este é a brincar. Se o VAR não serve para corrigir…”. O responsável dos dragões criticava a grande penalidade sobre Dost que decidiu o encontro do Sporting frente ao V. Setúbal, ao mesmo tempo que parecia admitir a possibilidade de um lance de Coates na área dos sadinos, ainda na primeira parte, oferecer algumas dúvidas.

Acrescente-se que, após a primeira jornada, Francisco J. Marques já se tinha mostrado contra uma decisão do vídeo-árbitro num lance em que foi anulado um golo a Ricardo Horta que gerou grandes dúvidas na vitória do Benfica frente ao Sp. Braga por 3-1.

Já este sábado, Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, respondeu a Francisco J. Marques utilizando como exemplos as análises dos jornais desportivos ao lance da falta de Nuno Pinto sobre Bas Dost, terminando com a célebre expressão do ex-selecionador Luiz Felipe Scolari “E o burro sou eu?”

Os insuspeitos Duarte Gomes e José Manuel Delgado devem andar a "brincar" com isto para afirmarem (como todas as pessoas…

Posted by Nuno Saraiva SCP on Saturday, August 12, 2017

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt
Incêndios

Estado de calamidade permanente

Rui Ramos

A demissão da ministra não é a solução de todos os problemas. Mas seria a solução de pelo menos um gigantesco problema: a falta de responsabilidade e de vergonha na governação. 

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site