Lisboa

Investimento imobiliário no centro histórico de Lisboa subiu 17% até junho

O investimento imobiliário no centro histórico de Lisboa durante o primeiro semestre deste ano foi de cerca de 345 milhões de euros, "um crescimento de 17% face ao semestre anterior".

Rodrigo Antunes/LUSA

O investimento imobiliário no centro histórico de Lisboa durante o primeiro semestre deste ano foi de cerca de 345 milhões de euros, “um crescimento de 17% face ao semestre anterior”, segundo o índice da Confidencial Imobiliário, divulgado esta sexta-feira.

“No primeiro semestre deste ano foram transacionados 898 imóveis no centro histórico de Lisboa, num volume de investimento de cerca de 345 milhões de euros”, revelou a Confidencial Imobiliário, com base nos dados do Índice de Preços do Centro Histórico de Lisboa (IPCHL), que integra as freguesias lisboetas da Misericórdia, Santa Maria Maior e São Vicente. As transações realizadas incluem a “venda quer de prédios, quer de frações, reabilitados ou por reabilitar, nas áreas de habitação, retalho e serviços”.

O volume de investimento de cerca de 345 milhões de euros representa “um crescimento de 17% face ao semestre anterior, quando foram transacionados 296 milhões de euros”, é indicado no índice.

Em termos do número de imóveis vendidos, manteve-se praticamente ao nível do semestre anterior (889 transações), pelo que “o aumento do volume de investimento terá provavelmente resultado da aposta em imóveis de maior valor”. “Assim, o volume médio de investimento rondou os 394 mil euros no primeiro semestre deste ano, quando no semestre anterior se tinha fixado em 338 mil euros”, apurou a Confidencial Imobiliário.

Apesar do crescimento face ao semestre anterior, os resultados do primeiro semestre deste ano representam uma “queda” face ao semestre homólogo – primeiro semestre de 2016 -, “quer no volume de investimento (- 13% face a 395 milhões de euros) quer no número de ativos transacionados (-34% face às 1.345 transações)”, de acordo com os dados do IPCHL.

“De assinalar que o primeiro semestre de 2016 atingiu, em ambos os indicadores, a marca mais elevada desde 2013”, destacou a Confidencial Imobiliário.

Relativamente aos preços no centro histórico de Lisboa, o índice revela que o primeiro semestre deste ano prossegue uma “trajetória de valorização”, registando-se um aumento semestral de 14% e homólogo de 26%. “A tendência de subida de preços verifica-se há já seis semestres consecutivos (desde meados de 2014), observando-se, assim, uma subida acumulada de 67% nos preços praticados no centro histórico desde então”, segundo é revelado no IPCHL.

A par do centro histórico, os preços residenciais na cidade de Lisboa apresentam “uma tendência crescente desde 2014, com uma subida homóloga de 23,7% no segundo trimestre deste ano e uma valorização acumulada de 58% nos últimos três anos”, avançou a Confidencial Imobiliário.

A Confidencial Imobiliário é uma empresa independente, especializada na produção e difusão de indicadores de análise do mercado imobiliário, detendo índices e bases de dados sobre investimento e sobre os mercados de compra e venda e de arrendamento de fogos, com detalhe à freguesia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site