A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) deteve quatro pessoas por especulação na venda de bilhetes para a final da Liga dos Campeões e instaurou cinco processos-crime por especulação de preços de alojamentos na zona de Lisboa.

Num comunicado divulgado este domingo, a ASAE indica que intensificou as suas ações de fiscalização durante as finais feminina e masculina da Liga dos Campeões, direcionando as suas atenções sobretudo para os preços praticados em alojamentos e para a especulação na venda de bilhetes.

Foram instaurados cinco processos-crime por especulação nos preços praticados em empreendimentos turísticos e alojamento local. Nesta área de fiscalização, foram também instaurados três processos de contraordenação por falta de registo e de requisitos de higiene. Dois empreendimentos turísticos viram ainda suspensa a sua atividade por falta de condições de higiene.

Nas imediações do Estádio da Luz, Parque Eduardo VII e Rua Augusta, durante a final masculina da Champions, a ASAE instaurou quatro processos-crime por especulação na venda de bilhetes, tendo sido detidas quatro pessoas, três delas estrangeiras. Os detidos vão a tribunal na segunda-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No âmbito desta fiscalização, a ASAE apreendeu cinco bilhetes e dinheiro no valor de 2.900 euros.

No que respeita às ações dirigidas à contrafação de marca protegida, foram instaurados seis processos-crime por venda de produto contrafeito e apreendidos 520 artigos, como t-shirts ou cachecóis, num valor total de 4.325 euros.