Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Caso as eleições legislativas ocorressem nesta semana, o PS teria uma escassa vantagem de quatro décimas de diferença para o PSD. Esta conclusão provêm de uma sondagem feita pela Intercampus para a TVI nas vésperas das eleições europeias.

Na sondagem, o PS captou 29,1% das intenções de voto, muito próximas dos 28,7% alcançados pelo PSD, num universo de 4.004 entrevistas telefónicas. Este cenário é o único em que o PS forma governo, segundo a previsão divulgada pelo Público.

Tal como aconteceu nas Europeias, a liderança de António José Seguro continua a ser testada e o eleitorado não parece apoiá-lo, mesmo com os baixos níveis de confiança no actual governo.E caso o CDS voltasse a concorrer em coligação com o PSD, o resultado já seria diferente: as 2,4% das intenções de voto somadas aos 28,7% iriam ultrapassar o PS e voltar a constituir governo.

Por sua vez, todos os partidos de esquerda subiriam em relação aos resultados das legislativas de 2011. Neste inquérito, a CDU alcança 11,4% das intenções de voto e o Bloco de Esquerda 5,4%. Face aos resultados das últimas eleições para a Assembleia da República, o PS recupera seis décimas, enquanto o PSD perde 10,1% e o CDS 9,3%. Neste estudo, outros partidos não especificados conseguem alcançar 4,6% das intenções de voto. Já os brancos e nulos representam 18,4% dos inquiridos. A sondagem foi realizada entre 19 e 24 de Maio e tem um índice de confiança de 1,5%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR