Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

António Costa já está na sede do PS, no largo do Rato, para uma reunião com o secretário-geral, António José Seguro. O autarca de Lisboa chegou com cerca de dez minutos de atraso à sede do partido sorridente e recusou falar com os jornalistas. “Vim aqui falar com o secretário-geral”, disse depois de ter ajudado um fotógrafo a levantar-se. No meio da confusão, o repórter caiu e Costa aproveitou os holofotes televisivos.
O presidente da Câmara de Lisboa diz que fala com os jornalistas no final do encontro.
O encontro foi marcado esta tarde para as 17h30. Em cima da mesa, está o desafio de Costa para que Seguro marque eleições diretas para o cargo de secretário-geral do partido. A resposta de ontem da direção socialista – desafiando Costa a encontrar os apoios requeridos pelos estatutos para formalizar as diretas e o congresso, deixou irritados os apoiantes de Costa, que esta manhã entraram em confronto público com a liderança.

Costa mobiliza nas redes: petição pede congresso

Nas redes sociais os apoiantes de Costa estão a ser rápidos na mobilização. Uma petição online que pede a antecipação do congresso já tem quase 600 assinaturas. No Facebook cresce o número de páginas de apoio a António Costa, divididas por distritos – na mesma formulação que as federações do PS, necessárias para convocar um congresso.

Para além de uma página dos jovens, também Coimbra e Setúbal já têm páginas próprias de apoio ao autarca. Cada página tem cerca de 200 likes e estão a ser partilhadas pelos jovens turcos que pretendem substituir António José Seguro por António Costa na liderança do partido.

Também a página Capacitar Portugal, criada ontem, já se divide em duas, chegando a quase dez mil apoios.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR