Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Pelo quinto mês consecutivo, o índice de preços no consumidor registou uma variação negativa em Portugal. Os números divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que o indicador recuou 0,4% em junho de 2014, em comparação com o desempenho verificado no mesmo mês de 2013. O valor é idêntico àquele que foi registado em maio passado.

Nos produtos alimentares não transformados registou-se uma variação homóloga negativa de 4,3% em junho, quando, em maio, o índice tinha recuado 4,2%. O índice relativo aos produtos energéticos apresentou uma taxa de variação homóloga de 0,5%, contra 0,4% em maio de 2014.

Os dados do INE revelam que, entre as classes com contribuições negativas para a variação homóloga do índice destacam-se os produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, em que os preços arrefeceram 2,5% em junho, enquanto nas contribuições positivas se verificou que habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis tiveram uma inflação homóloga de 2,3%, uma aceleração em relação aos 2,2% verificados em maio

Quanto à variação mensal, fixou-se em 0,1%, depois de se ter revelado negativa em 0,1% em maio de 2014. A variação média dos últimos doze meses, acrescentou o INE, foi nula.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR