Um motor de um avião da TAP terá explodido este sábado quando o aparelho voava de Lisboa com destino ao Brasil, disse fonte da PSP à Lusa. No entanto, fonte da companhia aérea desmente e indica que se tratou de um problema num reator.

“Hoje, pelas 10h30 ocorreu uma explosão num motor de um avião na descolagem para São Paulo”, disse à Lusa o oficial de dia da PSP.

Segundo a fonte, o acidente causou apenas danos em várias viaturas estacionadas na zona de Camarate e Catujal. “Houve peças que caíram e atingiram várias viaturas”, afirmou.

O oficial da PSP disse que o avião, com 268 pessoas a bordo, regressou a Lisboa uma hora depois de ter levantado voo e que não há a registar quaisquer danos entre os passageiros.

Contactada pela Lusa, fonte da TAP negou que tenha ocorrido uma explosão num motor e atribuiu o incidente a um “problema num reator”.

Afirmando que o avião aterrou no aeroporto da Portela por volta das 11h30 e que “tudo correu bem na aterragem”, a mesma fonte disse que a TAP está agora a procurar “a solução mais rápida” para levar os passageiros a São Paulo. “Os passageiros estão a ser acompanhados. Está a ser servido um almoço e os passageiros aguardam transporte para retomar a viagem”, disse a porta-voz da TAP, Isabel Palma, à RTP.

Isabel Palma não quis avançar as causas do acidente. “O avião já está entregue à equipa de manutenção, vai ser avaliado o problema e posteriormente vai ser reparado”. Por esse motivo, considera “prematuro dar explicações sobre o sucedido”.