MH17

Ucrânia/ Avião: Kerry pede justiça para “crime inconcebível” do abate do MH17

O secretário de Estado norte-americano afirmou que é preciso "uma investigação completa para legitimar todas as medidas" que estão a ser tomadas. Kerry pretende a responsabilização dos suspeitos.

O MH17 foi abatido sobre o leste da Ucrânia a 17 de julho

DAN HIMBRECHTS/EPA

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu esta terça-feira que os responsáveis pelo abate do avião da Malaysia Airlines, no leste da Ucrânia, sejam levados à justiça.

“Nós dizemos à Austrália e ao mundo que exigimos justiça para este crime inconcebível… Vamos ver isso em conjunto”, afirmou John Kerry, em Sydney.

O avião, que fazia a ligação de Amesterdão para Kuala Lumpur, foi abatido sobre o leste da Ucrânia, a 17 de julho, provocando a morte de todos os 298 passageiros e tripulantes a bordo.

“Isto é inconcebível na grande ordem internacional. (…) Estamos a pressionar para uma investigação completa”, disse.

O secretário de Estado norte-americano referiu que “não é nenhum mistério” a origem das armas usadas. “Mas precisamos de uma investigação completa para legitimar todas as medidas que estamos a tomar”, adiantou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)