A programação cultural da 38.ª edição da Festa do Avante! já está completa, anunciou esta terça-feira a organização em conferência de imprensa. Nos dias 5, 6 e 7 de setembro há de 250 eventos para aproveitar na Quinta da Atalaia, no Seixal, com a Revolução de Abril como fio condutor das festas deste ano.

O concerto para cravos e orquestra – Opus 40, pela Sinfonietta de Lisboa, abre a Festa do Avante na sexta-feira, 5 de setembro, às 22h. Celebram-se os 40 anos passados sobre o 25 de Abril, revolução que tornou possível a existência da festa, lembrava a organização no início de agosto.

Ao todo há 10 palcos espalhados pelo recinto. No espaço CineAvante, localizado no espaço central, haverá filmes de ficção, documentário e animação. Na música há artistas portugueses, espanhóis e até chineses, com destaque para Peatbog Faeries, Valete, Paulo de Carvalho, Camané, Buraka Som Sistema, Jorge Palma, Sérgio Godinho, The Legendary Tiger Man, Mind da Gap, OqueStrada, Dany Silva, Nu Soul Family, A Naifa, Cristina Branco e Diabo na Cruz.

O Espaço das Artes, junto ao Pavilhão Central, vai apresentar três exposições que reportam o visitante para o início dos anos 70 do século passado. Ali será possível saber um pouco mais sobre a evolução da atividade artística, através de uma mostra documental, apreciar “Rupturas – anos 70”, com trabalhos que procuram dar uma ideia do que de novo e significativo estava a acontecer no mundo das artes, e ver as fotografias de “40 anos – 40 fotos”, da autoria de Eduardo Gageiro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A 38.ª Festa do Avante vai ter uma exposição no Espaço Central sobre a “Revolução dos Cravos” de 1974 e outros espaços evocativos dos 100 e dos 75 anos sobre o início das duas grandes guerras mundiais, além do Espaço Ciência, este ano dedicado à temática da sexualidade.

O programa, que pode ser consultado aqui, é feito de teatro, artes plásticas, poesia, desporto, uma exposição sobre sexualidade, debates e muito mais. Os bilhetes para os três dias já estão à disposição do público desde abril, por 21 euros. À porta do recinto da “Festa de Abril” o bilhete tem um custo de 32 euros.