Um médico em missão na Libéria foi infetado com Ébola e tornou-se no terceiro norte-americano a contrair o vírus, conta a Time. Rick Sacra foi transportado para o Centro Médico do Nebraska, em Omaha. A chegada a solo americano estava agendada para a manhã desta sexta-feira.

“Rick estava a receber um excelente tratamento por parte da nossa equipa da SIM/ELWA na Libéria, no Centro de Ébola. Eles todos gostam dele e admiram-no profundamente”, disse Bruce Johnson à Time, o presidente da SIM nos Estados Unidos, a organização onde trabalha Sacra. “O Centro Médico do Nebraska oferece equipamento de monitorização avançado e um leque mais vasto de opções de tratamentos.”

O surto de Ébola, que já matou mais de 1900 pessoas na África Ocidental, ainda não foi controlado e continua a galgar fronteiras. Libéria, Serra Leoa, Nigéria e Guiné-Conacri têm sido o foco mais preocupante, mas, na sexta-feira passada, dia 29, foi detetado o primeiro caso de Ebola no Senegal.

Kent Brantly e Nancy Writebol foram os primeiros norte-americanos infetados com Ébola. Assim que o vírus foi identificado, ambos os médicos foram transportados para Atlanta, nos Estados Unidos, onde receberam ZMapp, um fármaco que só havia sido testado em macacos. A cura chegou pouco depois.