As autoridades de saúde da região espanhola da Catalunha ativaram durante a madrugada o protocolo do ébola com a chegada a Espanha de um paciente que viajou para dois países de risco, Guiné-Conacri e Serra Leoa.

Segundo a Agência de Saúde Pública da Catalunha, o homem, de 48 anos e nacionalidade andorrana, entrou no Hospital Clinic de Barcelona com febre, depois de passar mais de um mês numa das regiões de risco.

O paciente chegou durante a tarde ao aeroporto de Barcelona procedente da Serra Leoa, via Marrocos, segundo o departamento de Saúde da Generalitat, o Governo regional.

Depois de analisar os sintomas clínicos e epidemiológicos, o Serviço de Vigilância Epidemiológica (SUVEC) decidiu ativar o protocolo do ébola e transferir o paciente para o Clinic.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As amostras para análise seguiram já para o Centro Nacional de Microbiologia de Majadahonda, nos arredores de Madrid, devendo o resultado ser conhecido nas próximas 48 horas.

Entretanto, hoje ou terça-feira deverá ser feito o segundo teste à auxiliar de enfermagem espanhola Teresa Romero. A confirmação do primeiro teste negativo significaria que a paciente superou totalmente ébola.

Ainda que o teste seja negativo, Teresa Romero teria que permanecer hospitalizada, pelo menos até que o seu organismo recupere ou passem 21 dias desde o teste negativo.

Continuam assintomáticas 15 pessoas em observação no Hospital Carlos III de Madrid.