Mais de 400 produtores dão à prova cerca de 2.000 vinhos diferentes no maior e mais antigo evento vínico e gastronómico do país, com regresso anunciado entre 7 e 10 de novembro no Centro de Congressos de Lisboa. A 15º edição do Encontro com o Vinho e Sabores é uma vez mais organizada pela Revista de Vinhos que, em 2014, celebra 25 anos de existência.

Além da habitual área dedicada por inteiro à mostra e degustação de vinhos, incluindo os néctares biológicos, o destaque vai para a aposta forte em gins, uma das bebidas do momento. O pavilhão 1 é, em termos de espaço, a novidade da edição: ali vai ser possível encontrar queijos, fumados, enchidos, azeites e doces, mas também acessórios de vinho, um wine bar e uma zona lounge com propostas de snacks. Do programa fazem ainda parte workshops e apresentações, mas não só.

Em 2014, há oito “Provas Especiais” cuja inscrição é obrigatória. Duas delas realizam-se no domingo — “Os Gloriosos Anos 60 das Caves São Joãoe “Os Vinhos da Família Nicolau de Almeida – três gerações ao serviço do Douro”. A primeira conta com vinhos raros da Bairrada e do Dão, entre brancos, tintos, um abafado e uma aguardente; e, na segunda, João Nicolau de Almeida, na companhia dos dois filhos e de Jorge Rosas, administrador da Ramos Pinto, promete partilhar memórias associadas aos néctares durienses criados pelo patriarca da família. As restantes provas vão dar a conhecer regiões vinícolas portuguesas e estrangeiras.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mais de 10 críticos de vinhos, jornalistas, wine writers e sommeliers, vindos dos Estados Unidos da América e do Reino Unido, vão marcar presença no ECVS. É o caso de Julia Harding, gestora do site A Master of Wine, e Charles Metcalfe, autor de livros sobre as regiões e vinhos portugueses. O evento não termina sem antes serem conhecidos os vencedores dos concursos de vinho, “A Escolha da Imprensa”, e de queijo, “Queijos de Portugal”.

O ECVS está aberto ao grande público na sexta-feira, das 18h00 às 22h00, e no sábado e domingo, das 14h00 às 20h00, sendo que na segunda a iniciativa destina-se apenas aos profissionais do setor. O bilhete tem um valor de 10 euros e permite a degustação de todos os vinhos e sabores em exposição, mas não inclui o copo para realizar as respetivas provas (3 euros; o mesmo acontece tendo em conta a degustação de gin).