O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, advertiu o Presidente russo, Vladimir Putin, que não vai poder evitar uma “conversa” sobre o avião da Malaysia Airlines, abatido em julho, no leste da Ucrânia.

Abbott tinha já garantido que irá “confrontar” Putin durante a cimeira do G20 que decorre na próxima semana na cidade australiana de Brisbane.

Camberra pediu a Moscovo um encontro bilateral à margem da reunião de líderes, mas até ao momento Moscovo não respondeu.

“Ele não poderá evitar uma conversa. De uma maneira ou de outra, teremos um encontro bilateral, seja num corredor ou num lugar mais formal”, afirmou o primeiro-ministro ao jornal The Australian, publicado hoje.

“Eu quero um verdadeiro encontro bilateral o mais breve possível”, acrescentou.

O avião da Malaysia Airlines, que fazia a rota entre Amesterdão e Kuala Lumpur, foi alegadamente derrubado por um míssil terra-ar disparado a partir de uma zona controlada pelas milícias pró-russas.

No total, foram identificadas 289 vítimas das 298 pessoas que seguiam a bordo.