Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A variação nula da taxa de inflação em outubro, face a igual mês do ano passado, deverá determinar uma atualização zero das portagens no próximo ano.

As concessionárias têm de entregar a proposta de preços este mês, e na maioria dos casos, como por exemplo a Brisa, a inflação homóloga registada em outubro é o indicador de referência. Caso se confirme esta manutenção dos preços, que terá de ser homologada pelo governo, será o segundo ano consecutivo de congelamento de portagens, já que em 2014, os preços não aumentaram na maioria dos troços de autoestrada.

A única exceção foram as portagens das pontes sobre o Tejo, cujo mês de referência para atualização dos preços é setembro. Mas para o ano, as portagens na pontes 25 de Abril e Vasco da Gama vão ficar congeladas, pela primeira vez, isto porque a inflação homóloga em Setembro foi negativa. Os preços caíram 0,4%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR