O grupo terrorista Estado Islâmico anunciou esta quinta-feira que pretende emitir a sua própria moeda – usando ouro, prata e cobre -, numa decisão que é, justifica o movimento, “puramente dedicada a Deus” e que pretende libertar os muçulmanos da “tirania do sistema financeiro”.

O comunicado, citado pela CNN, explica que serão criadas sete moedas: duas com ouro, três com prata e duas com cobre.

O objetivo, diz o Estado Islâmico, é libertar os muçulmanos da tirania do atual sistema financeiro”, considerando ainda que o “sistema económico mundial tem como base uma usura satânica”.

O movimento, que ganhou controlo de grandes porções de território no Iraque e na Síria, tem como objetivo restabelecer o califado islâmico na região.