A economia italiana voltou a entrar em recessão no terceiro trimestre do ano, registando o segundo trimestre consecutivo de contração com uma queda do seu Produto Interno Bruto de 0,1%, face ao trimestre imediatamente anterior, de acordo com gabinete de estatísticas italiano, o Istat, Itália não cresce há mais de três anos.

Esta é a primeira estimativa do PIB italiano para o terceiro trimestre, ou seja, ainda pode estar sujeita a revisões, mas os resultados não são os melhores. Depois de já ter sofrido uma contração de 0,2% do PIB no segundo trimestre, a economia volta a cair.

Os resultados seguem uma já longa linha de queda da economia italiana. Nos últimos 13 trimestres, apenas em dois a economia italiana não estava em contração, e nestes também não cresceu, ficou-se por uma estagnação.

Ou seja, a economia italiana não cresce há três anos e três meses.

Em dia de resultados do PIB, estes dados não são animadores para a zona euro, já que a Alemanha voltou a crescer, mas apenas 0,1%, tal como a França, que também voltou a crescer, mas apenas 0,3%.