A venda do Banco Espírito Santo de Investimento (BESI) pode estar prestes a ser oficializada, noticia o Sol. De acordo com o jornal, a administração do Novo Banco terá fechado, no final da semana passada, um acordo de princípio com um grupo chinês no valor de 400 milhões de euros.

Trata-se do segundo negócio da esfera Espírito Santo a ser concretizado com chineses. Em outubro, a Espírito Santo Saúde foi vendida à Fosun, através da Fidelidade. Todas as sucursais e filiais do BESI foram incorporadas no Novo Banco após a divisão do Banco Espírito Santo pelo Banco de Portugal, no dia três de Agosto.

Segundo o Sol, o grupo é de Xangai e não está ligado a outros investidores chineses já presentes em Portugal. As negociações do BESI terão sido lideradas por Eduardo Stock da Cunha, que está à frente do Novo Banco.

Até junho de 2014, o BESI tinha lucrado 2,5 milhões de euros, mais 22% do que mesmo período do ano anterior.