Há pouco mais de uma semana foram anunciadas medidas. Nesta são revelados os fundos: vão ser disponibilizados cerca de um milhão e duzentos mil euros para reforçar a intervenção de 27 entidades,  na prevenção e combate à violência doméstica e à proteção das suas vítimas, de acordo com uma nota do Governo enviada às redações.

A subvenção fornecida a pessoas que foram vítimas de violência doméstica e que querem sair das casas de abrigo vai ser atualizada em este mês. E a possibilidade de aumentar os apoios às rendas está em processo legislativo, revelou a secretária de Estado de Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, durante a cerimónia de apresentação dos programas desenvolvidos pelas forças de segurança no combate à violência doméstica nos distritos de Lisboa, Santarém e Setúbal, há uma semana.

Do total de apoios atribuídos, cerca de 580 mil euros destinam-se a novas estruturas de atendimento de vítimas de violência doméstica e a novos centros de acolhimento de emergência. Na nota enviada às redações, a identidade das 27 instituições não é revelada.