Os médicos que acompanham Pelé, internado há mais de uma semana com uma infeção urinária, retiraram-lhe hoje o cateter que usavam para lhe fazer diálise, devido a uma melhoria no estado de saúde do ex-futebolista.

Edson Arantes do Nascimento está, segundo o último boletim médico, “a evoluir bem no aspeto clínico”, “sem febre” e está “animado”, mas continua internado num hospital de São Paulo, onde ingressou há dez dias.

A equipa médica que acompanha a antiga estrela do futebol brasileiro fará, nesta sexta-feira, uma nova avaliação sobre o estado do rim de Pelé, que continua a receber antibióticos por via intravenosa.

Pelé foi hospitalizado por uma infeção urinária a 24 de novembro, no Hospital Albert Einstein de São Paulo, dois dias depois de receber alta após ter sido submetido a uma operação para a extração de cálculos renais, uretrais e vesicais.