A inflação na zona euro em novembro caiu para 0,3%, abaixo dos 0,4% registados em outubro, e muito abaixo dos 0,9% que registava há um ano, indicou hoje o gabinete de estatísticas das comunidades europeias.

Os dados do Eurostat demonstram, mais uma vez, uma continuada no crescimento dos preços na zona euro. Face ao mesmo mês do ano passado, os preços cresceram apenas 0,3%.

A queda pronunciada nos preços dos combustíveis para transporte, das telecomunicações e do combustível para aquecimento são os grandes responsáveis pela fraca inflação na zona euro. Por outro lado, os aumentos dos preços nos restaurantes e cafés, nas rendas pagas pela habitação e no tabaco impediram uma queda mais pronunciada.

No entanto, só a queda nos preços dos combustíveis para transporte pesa quase tanto como todos os aumentos de preços nos restaurantes e cafés, rendas e tabaco nas contas da inflação.

Para o conjunto da União Europeia, os preços também subiram menos, apenas 0,4% em novembro, contra os 0,5% registados em outubro. Há um ano, a inflação estava nos 1%.