O Tribunal Europeu de Justiça declarou que as pessoas que sofrem de obesidade devem ser consideradas inválidas. Esta decisão teve na sua base o caso de um babysiter dinamarquês que estava tão gordo – 159kg – que já nem os próprios sapatos conseguia apertar.

O Tribunal, cujos decretos regulam as práticas para todos os Estados membro, concluiu que a obesidade pode ser considerada invalidez se “dificultar a plena e efetiva participação da pessoa em causa na vida profissional em condições de igualdade com os outros trabalhadores.”

Segundo o Irish Times, esta ligação pode levar a mudanças na maneira como os empregadores lidam com os trabalhadores obesos e que apoio esses podem pedir. As entidades empregadoras já se mostraram preocupadas com o impacto a médio e longo prazo que esta lei terá nas suas empresas, como por exemplo se será obrigatório haver maiores lugares de estacionamento, mudança nas cadeiras, secretárias e saídas de emergência?

O próprio homem que inspirou esta legislação não está confortável com as consequências e explicou à BBC porquê : “Eu não me vejo como um inválido. Não é normal despedir-se uma pessoa por ser gorda, se ela faz o seu trabalho bem.”